Robert Whittaker e Israel Adesanya fazem unificação dos cinturões dos médios no UFC 243; confira

Publicado em 05/10/2019 por: Yago Redua
Robert Whittaker e Israel Adesanya fazem unificação dos cinturões dos médios no UFC 243; confira UFC 243 será realizado neste sábado com a unificação dos títulos no peso-médio do UFC (Foto: Divulgação/UFC)

publicidade

Neste sábado (5), pelo UFC 243, em Melbourne, na Austrália, acontece o aguardo encontro entre Robert Whittaker, campeão linear dos médios, com Israel Adesanya, dono do título interino da categoria. Os dois lutadores possuem raízes na Oceânia e prometem parar o continente para este confronto que vai unificar os cinturões da divisão.

Já no co-main event terá o duelo entre Al Iaquinta e Dan Hooker nos leves. Os brasileiros em ação no card deste sábado serão Dhiego Lima e o estreante Bruno Bulldog.

Definir o rei dos médios

Atual campeão linear dos médios, Whittaker passou a ocupar o posto após Georges St-Pierre abrir mão do título – na ocasião, o neozelandês tinha o cinturão interino. No entanto, por conta de lesões e alguns problemas de saúde, Robert lutou apenas duas vezes desde julho de 2017. Em ambas as oportunidades, protagonizou duas vitórias acirradas sobre o cubano Yoel Romero.

Por outro lado, o nigeriano Adesanya, que vive na Nova Zelândia, lutou oito vezes nos dois últimos anos e segue invicto no MMA. O estilo irreverente de lutar, como o de Anderson Silva, fez “Stylebender” participar de duas batalhas memoráveis em 2019. Em fevereiro, contra o próprio “Spider”, e dois meses mais tarde, em abril, diante de Kelvin Gastelum, quando conquistou o título interino da categoria, ganhando o direito de enfrentar Whittaker.

 

Ver essa foto no Instagram

 

LUTA PRINCIPAL! Assim foi a encarada entre os campeões @robwhittakermma (linear) e @stylebender (interino) dos médios, que fazem o último combate do #UFC243!

Uma publicação compartilhada por UFC (@ufc_brasil) em


Co-main event promete

Iaquinta e Hooker são conhecidos por seus jogos para frente. O duelo no co-main event promete ser um dos mais eletrizantes da noite. O norte-americano tem retrospecto de 50% nas últimas quatro lutas, enquanto o neozelandês venceu três e perdeu uma.

Brasileiros no card do UFC 243

Querendo embalar de vez no UFC, Dhiego Lima vai em busca da terceira vitória seguida no meio-médio. Para isso, o goiano terá que superar Jumeau, que venceu o último compromisso na organização. Contudo, “The Jedi” não sobe ao octógono desde fevereiro de 2018. O paulista  Bruno Bulldog vai estrear na franquia contra alemão Khalid Taha.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Em busca da 3ª vitória seguida, 🇧🇷 @dhlimamma mede forças com Luke Jumeau pelos meio-médios no #UFC243!

Uma publicação compartilhada por UFC (@ufc_brasil) em

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 243
Melbourne, Austrália (AUS)
Sábado, 5 de outubro de 2019

Card principal
Israel Adesanya derrotou Robert Whittaker  por nocaute técnico no 2R
Dan Hooker derrotou Al Iaquinta por decisão unânime dos jurados
Serghei Spivac finalizou Tai Tuivasa com um katagatame no 2R
Dhiego Lima derrotou Luke Jumeau por decisão dividida dos jurados
Yorgan de Castro derrotou Justin Tafa por nocaute no 1R

Card preliminar
Jake Matthews derrotou Rostem Akman por decisão unânime dos jurados
Callan Potter derrotou Maki Pitolo por decisão unânime dos jurados
Brad Riddell derrotou Jamie Mullarkey por decisão unânime dos jurados
Megan Anderson finalizou Zarah Fairn dos Santos com um triângulo de
Ji Yeon Kim derrotou Nadia Kassem por nocaute técnico no 2R
Khalid Taha finalizou Bruno Silva com um katagatame no 3R

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade