Coluna da Arte Suave: o respeito entre aluno e professor precisa ser mútuo; leia o artigo e opine

Publicado em 16/10/2019 por: Mateus Machado
Coluna da Arte Suave: o respeito entre aluno e professor precisa ser mútuo; leia o artigo e opine Em seu novo artigo, Luiz Dias fala sobre a questão do respeito entre professor e aluno (Foto Ilan Pellenberg)

publicidade

* Há pouco tempo, viralizou na internet, um “professor” de Jiu-Jitsu demonstrando uma posição onde, além de já estar causando dor ao aluno, um faixa azul, ainda dava tapas no corpo e na cara do seu aluno, já bastante incomodado com a chave. Infelizmente, não é o primeiro e nem será o último a promover esses episódios lamentáveis.

Não entendo como ainda existem professores que acham que essa maneira vai ajudar a formar os seus alunos a entenderem e praticarem a nossa Arte Suave. Mas também cabe aos alunos avaliar a metodologia do seu professor e decidir se cabe ficar ou não. Cada professor tem seu estilo de dar aula, sua metodologia. Mas quem escolhe o professor é o aluno, e não o contrário.

Treino de Jiu-Jitsu, é puxado, exaustivo. O Jiu-Jitsu te cobra aeróbico, persistência, dedicação, humildade, resiliência e muita força de vontade. Mas não concordo com o vídeo que assisti, e creio que nem o aluno deveria permitir essa conduta. Ter respeito ao professor, como o professor deve respeitar o aluno, mas ambos os lados devem respeitar os limites, até mesmo em brincadeiras.

Já presenciei em treinos uma brincadeira quase virar uma briga. O que ganhou esse professor em fazer isso? Creio que nada. E o aluno, o que aprendeu? Também nada, a não ser dor. Todos nós temos nossas guerras particulares, não importa se é no âmbito profissional ou sentimental, e por vezes até em ambos. Além de trabalhar e estudar, então você vai para academia para treinar e de repente você passa por isso. Acho completamente desnecessário.

Essa visão distorcida só denigre a nossa Arte Marcial. Esse conceito já não pertence a esse tempo. O respeito deve ser mútuo na relação professor/aluno e vice-versa. Como queremos ter respeito à nossa profissão de professor assistindo essas cenas? Imagina um pai escutando pedido do filho para treinar Jiu-Jitsu assistir esse vídeo? A didática deve caminhar com a disciplina e respeito. Não creio que exista sucesso sem esses princípios.

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Oss!

* Por Luiz Dias

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade