Consciente, Whittaker reconhece méritos de Adesanya, mas ressalta: ‘Senti que estava controlando a luta’

Publicado em 07/10/2019 por: Mateus Machado
Consciente, Whittaker reconhece méritos de Adesanya, mas ressalta: ‘Senti que estava controlando a luta’ Robert Whittaker foi nocauteado por Israel Adesanya no main event do UFC 243 (Foto: Reprodução/Instagram)

publicidade

Derrotado por nocaute em duelo contra Israel Adesanya no main event do UFC 243, realizado no último sábado (5), na Austrália, Robert Whittaker não apenas perdeu o título linear da categoria peso-médio da organização, como também viu chegar ao fim sua sequência de nove vitórias consecutivas no Ultimate.

Com 28 anos, o australiano ainda tem uma longa caminhada pela frente em sua carreira. Por conta disso, possivelmente, ao invés de uma análise com “cabeça quente”, Robert mostrou bom humor ao ser perguntado sobre o que poderia ter feito para evitar a derrota diante de Adesanya.

Adesanya vence Whittaker e vira ‘rei’ dos médios no UFC 243; Dhiego Lima embala na franquia

“Não ser acertado (faria de diferente contra Adesanya). Eu fui lá e mostrei meu coração e minhas habilidades. Apenas saí como o segundo melhor essa noite. Quando você está lutando nesse nível, todo combate está na linha. É uma corda bamba. Todo mundo pode vencer todo mundo”, disse Whittaker, em entrevista coletiva, que ainda ressaltou sua boa atuação no primeiro round, antes de ser nocauteado no segundo assalto.

“Ele é muito longo e alto. Eu acho que qualquer cara que enfrenta um lutador alto tem que diminuir a distância. E eu estava tendo muito sucesso fazendo isso. No primeiro round, eu estava acertando ele, machucando ele. Estava causando dano. Me senti muito bem lá. Senti que estava controlando a luta. Aí, acabei sendo pego”, concluiu o agora ex-campeão, de acordo com o site MMA Junkie.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade