Equipes projetam Rio Open Brasil e exaltam superlutas ao longo do circuito da FJJD-Rio: ‘Dão visibilidade aos atletas’

Publicado em 17/10/2019 por: Yago Redua
Equipes projetam Rio Open Brasil e exaltam superlutas ao longo do circuito da FJJD-Rio: ‘Dão visibilidade aos atletas’ Penúltima etapa do Circuito Rio Mineirinho promete ser acirrada no Municipal (Foto Ilan Pellenberg)

publicidade

O Rio Open Brasil, a penúltima etapa do Circuito Rio Mineirinho da FJJD-Rio, promete ser histórico. A edição terá mais um capítulo na corrida por passagens internacionais para eventos da AJP (antiga UAEJJF) e também as superlutas, que estão se tornando tradicionais.

O evento vai acontecer no Clube Municipal, na Tijuca (RJ), no próximo dia 26. O prazo final de inscrições está chegando ao fim.

A TATAME conversou com professores de equipes importantes do Rio de Janeiro, como a Game Fight, o projeto social Cantagalo JJ e a Soul Fighters, além da Pantanal Association, que é oriunda do Mato Grosso do Sul. Todas essas escolas vão disputar o título geral por equipes e também terão atletas envolvidos nas superlutas.

Confira abaixo o depoimento dos professores:

– Vinícius Amaral – Game Fight/Sesi Cidadania

Eles (atletas) não lutam só por eles, mas por uma equipe de modo geral. É uma responsabilidade muito grande. Divulga também o trabalho do atleta, do professor, da equipe e dá visibilidade aos patrocinadores. A FJJD-Rio dando essa oportunidade, eles dão a chance dos alunos crescerem como seres humanos.

Fábio Rocha – Pantanal Association

Nós que saímos do Mato Grosso do Sul em busca de grandes desafios, encontramos no Circuito Mineirinho o que procurávamos. Além de ser um circuito super disputado, a organização do evento sempre valoriza e dá uma grande visibilidade para os atletas e as equipes com as superlutas. Estamos com uma expectativa muito boa e levando dois atletas que já lutam o Circuito Mineirinho há bastante tempo. A Pantanal Association não está indo do Mato Grosso do Sul para o Rio apenas a passeio, podem ter certeza disso.

Bruno Formiga – Soul Fighters

É importante para valorização do atleta mais novo que está buscando reconhecimento no cenário nacional e mundial. Essas lutas abrem portas para novas parcerias que ajudam o lutador. A expectativa é sempre a melhor possível. Estivemos em todos os pódios das etapas anteriores e, dessa vez, não será diferente. Sempre em busca do lugar mais alto.

Douglas Rufino – Cantagalo

A FJJD-Rio dá ao atleta todo suporte na visibilidade para que os atletas possam ganhar uma projeção maior. Esse trabalho bom na mídia e também nas redes sociais ajuda muito. Tô indo com dois atletas, o Rerisson dos Santos e Éverton Souza nas superlutas, além da equipe nas categorias.

SERVIÇO

Rio Open Brasil
Local: Clube Municipal (RJ)
Data: 26 de outubro 2019
Inscrições: aqui

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade