Ex-garçom, promessa da BTT vence no Shooto Brasil, chega à sexta vitória seguida no MMA e sonha alto

Publicado em 04/10/2019 por: Mateus Machado
Ex-garçom, promessa da BTT vence no Shooto Brasil, chega à sexta vitória seguida no MMA e sonha alto José Delano emplacou sua sexta vitória consecutiva e quer mais (Foto: Pedro Filet/SW2 Fight)

publicidade

A história do pernambucano José Mauro Delano poderia facilmente virar roteiro de um filme. Ano passado, ele trocou Recife pelo Rio de Janeiro decidido a viver como lutador profissional de MMA. Mas, como se pode imaginar, o início não foi fácil. Ele chegou a Cidade Maravilhosa com a ajuda de dois tios, que compraram a sua passagem, e no Rio ficou hospedado na casa de seus tios-avós.

Em seguida o seu primeiro mestre, o faixa-preta Marcel Ferreira, o apresentou a Vitor Pimenta, que o levou para treinar na Brazilian Top Team. Tudo ia bem, mas dois meses depois, ele precisou deixar a casa de seus tios-avós. Precisando de dinheiro e de uma lugar para morar, Delano começou a trabalhar como garçom em uma casa de festas da mãe de um amigo e conseguiu se hospedar em um quarto em uma república no bairro de Copacabana.

“Em Recife não passava por muitos apertos. Meu maior problema lá foi a separação dos meus pais, depois os problemas de saúde da minha mãe e o distanciamento dos meus irmãos, que foram morar em Maceió com ela. Meu pai chegou a ficar desempregado, mas sempre arrumava um jeito de pagar os nossos estudos e colocar comida na mesa. Ano passado eu tomei essa decisão de morar no Rio. E aqui comecei a passar dificuldades. Após dois meses morando de favor na casa dos meus tios tive que arrumar um lugar para ficar. Meu amigo Gabriel Belmok me deixou ficar no quarto dele em uma república em Copacabana. Nesse período, eu trabalhava de Garçom na Imaginarte, uma casa de festas que fica no Clube Israelita, em Copacabana, cuja a proprietária é a mãe do Gabriel. Eu também trabalhava com o professor Júlio Damasceno, que foi fundamental para minha permanência no Rio, pois ele arrumou o meu primeiro trabalho”, contou Delano.

Atualmente dando aulas como personal fighter e trabalhando como gerente folguista em um restaurante japonês, Delano está mais estruturado financeiramente, e por isso consegue se dedicar mais aos treinos. As vezes, quando o mês aperta, ele ainda trabalha como garçom, mas nada que atrapalhe a sua rotina de treinos. Desde que chegou a BTT, Delano já fez quatro lutas de MMA e venceu todas. A últimas delas aconteceu no último dia 27 de setembro no Shooto Brasil 96, quando ele finalizou Jean Silva com uma kimura.

“Foi incrível! Era tudo que eu queria desde que cheguei ao Rio de Janeiro. Entrei na luta ainda disperso mas, durante o primeiro round, após o primeiro minuto, comecei a me encontrar na luta e a ganhar cada vez mais confiança. Recebi um dedo no olho e voltei a me desconcentrar. No segundo round fiquei ainda com a visão embaçada, mas consegui vencer o round com bons golpes. No terceiro eu fui com tudo pra cima, encaixei um bom chute no rosto do meu oponente, derrubei e finalizei com uma kimura”, explicou o casca-grossa.

A vitória foi a sétima da carreira de José Delano, que possui ainda duas derrotas no currículo, ocorridas no início da carreira, em 2014. A sequência de vitórias e a estreia com resultado positivo em um dos maiores eventos de MMA do Brasil faz com que o pernambucano sonhe com lutas em grandes eventos e com um patrocínio que o possibilite ficar focado 100% no MMA.

“Agora já são seis vitórias seguidas. Desde que cheguei na BTT, fiz quatro lutas e venci todas. Espero continuar lutando em bons eventos como o Shooto, eventos que tem expressão e que possam impulsionar a minha carreira. E o meu maior desejo é conseguir um patrocinador para que eu trabalhe menos e foque mais nos meus treinos. Se eu conseguir isso, será um passo muito importante para a minha carreira”, encerrou Delano.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade