Joanna tem atuação dominante e supera Waterson no UFC Tampa; Kron Gracie sofre primeiro revés no MMA

Publicado em 13/10/2019 por: Mateus Machado
Joanna tem atuação dominante e supera Waterson no UFC Tampa; Kron Gracie sofre primeiro revés no MMA Joanna superou Michelle Waterson na luta principal do UFC Tampa (Foto: Josh Hedges/Getty Images)

publicidade

Um card de alto nível foi realizado no UFC Fight Night 161, realizado no último sábado (12), em Tampa, na Flórida (EUA). Na luta principal, em seu retorno ao peso-palha, a ex-campeã Joanna Jedrzejczyk teve grande domínio sobre Michelle Waterson e saiu com a vitória por decisão unânime. No co-main event, o experiente Cub Swanson não deu chances ao brasileiro Kron Gracie e, também por unanimidade, foi declarado vencedor, impondo a primeira derrota do filho de Rickson no MMA.

Outro grande destaque ficou por conta de Amanda Ribas, que superou Mackenzie Dern e emplacou sua segunda vitória na organização, assim como o compatriota Deiveson Figueiredo, que em uma atuação de gala, finalizou o americano Tim Elliott com uma guilhotina ainda no primeiro round.

Joanna domina Waterson e volta a vencer no UFC

Depois de um primeiro round “amarrado” no clinch por parte das duas atletas, onde Joanna Jedrzejczyk foi ligeiramente superior a Michelle Waterson, o segundo assalto foi mais baseado na luta em pé, onde a polonesa seguiu melhor, com bons chutes conectados e frontais que chegavam a pegar no rosto da adversária.

No terceiro round, Joanna seguiu dominando as ações e, além dos bons chutes, passou a conectar boas combinações de socos e chegou a levar Waterson para o solo, mas sem conseguir ser contundente. Na reta final, Michelle surpreendeu e chegou a aplicar um mata-leão, que foi bem defendido por Jedrzejczyk. Na quarta parcial, a polonesa continuou com sua superioridade em relação à americana, controlando a distância com maestria e imprimindo um bom volume de golpes.

No quinto e decisivo assalto, mesmo com o pé direito inchado, a ex-campeã peso-palha manteve seu ritmo acelerado e pressionou Waterson contra a grade. Michelle ainda tentou um “último suspiro”, mas Joanna controlou bem as ações e, após cinco rounds de inteiro domínio, foi declarada vencedora por decisão unânime, recuperando-se do revés para Valentina Shevchenko em sua última apresentação.

Swanson leva a melhor sobre Kron Gracie

Para quem esperava ver Kron Gracie buscando a luta de chão logo no início da luta, se enganou. O primeiro round diante de Cub Swanson foi baseado na trocação, com vantagem clara para o americano, que conectou melhores golpes. No segundo assalto, o americano seguiu com sua estratégia de golpes e movimentação, enquanto Kron buscava golpear, mas não encontrava espaço para entrar no raio de ação de Swanson, o que o levou a sair em desvantagem em mais um round.

Na terceira parcial, mais desgastado, o filho de Rickson Gracie encontrou ainda mais dificuldades para golpear, enquanto Cub passou a cadenciar mais a luta. Na reta final, Kron Gracie tentou levar o duelo para o chão, mas não conseguiu desenvolver seu jogo e o americano não encontrou dificuldades para se desvencilhar. Desta forma, Cub Swanson saiu com o triunfo por unanimidade e pôs fim à invencibilidade do Gracie – que vinha de cinco vitórias – no MMA.

Kron foi derrotado por Swanson e sofreu primeiro revés no MMA (Foto: Josh Hedges/Getty Images)

‘Pedalada’ de Price levanta o público em Tampa

Um desfecho incomum marcou o duelo entre Niko Price e James Vick, no card principal do UFC Tampa. Por baixo no solo, Price vinha se defendendo das tentativas de golpes no ground and pound que Vick buscava. No entanto, ao aproveitar uma brecha do oponente, Nick não perdeu tempo e disparou uma potente “pedalada”, que entrou em cheio no queixo de James, caindo apagado no mesmo instante. Só restou ao árbitro Herb Dean interromper o combate, para surpresa e animação do público presente em Tampa.

Pedalada de Price nocauteou James Vick de maneira brutal (Foto: Josh Hedges/Getty Images)

Amanda se impõe e coloca fim à invencibilidade de Mackenzie

Mackenzie Dern e Amanda Ribas começaram o duelo na trocação franca, com a brasileira mostrando mais precisão nos golpes aplicados, com pelo menos dois deles entrando “limpos” no raio de ação da americana. Na reta final do primeiro round, Ribas ganhou uma importante vantagem ao conseguir uma bela queda, terminando a parcial por cima. No segundo assalto, com muita confiança, a mineira seguiu superior na luta em pé, aproveitando-se da maior envergadura e controlando bem a distância, contabilizando golpes precisos.

No terceiro e último round, ciente da desvantagem, Mackenzie tentou partir para cima, mas tinha pela frente uma adversária bem condicionada e com a estratégia em dia, golpeando de forma inteligente e controlando bem a distância. Após o fim dos três rounds, Amanda saiu vencedora por decisão unânime e, além de conquistar sua segunda vitória consecutiva, colocou fim à invencibilidade de Dern no MMA depois de sete triunfos.

Amanda Ribas teve atuação dominante e superou Mackenzie (Foto: Josh Hedges/Getty Images)

Deiveson tem atuação de gala e vence Elliott

Deiveson Figueiredo tomou a iniciativa da luta na trocação, enquanto Tim Elliott buscava a aproximação para tentar levar a luta para o chão. Em uma dessas tentativas de queda, o brasileiro, bem atento, aproveitou a brecha que lhe foi oferecida. O americano conseguiu derrubar Deiveson, que com muita técnica, já envolveu o pescoço do adversário com uma justa guilhotina, que forçou os três tapinhas de Elliott. Segunda vitória consecutiva para o paraense, que voltou a pedir por uma luta pelo cinturão peso-mosca.

Deiveson finalizou Tim Elliott ainda no primeiro round (Foto: Josh Hedges/Getty Images)

Outros destaques

Além de Deiveson Figueiredo, o card preliminar do UFC Tampa contou ainda com outros bons destaques. Miguel Baeza, Marlon Vera, Ryan Spann e Mike Davis conseguiram vitórias expressivas sobre Hector Aldana, Andre Ewell, Devin Clark e Thomas Gifford, respectivamente, e fizeram a festa do público presente na Amalie Arena.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 161
Tampa, na Flórida (EUA)
Sábado, 12 de outubro de 2019

Card principal
Joanna Jedrzejczyk derrotou Michelle Waterson por decisão unânime dos jurados
Cub Swanson derrotou Kron Gracie por decisão unânime dos jurados
Niko Price derrotou James Vick por nocaute técnico no 1R
Amanda Ribas derrotou Mackenzie Dern por decisão unânime dos jurados
Matt Frevola derrotou Luis Peña por decisão dividida dos jurados
Eryk Anders derrotou Gerald Meerschaert por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Mike Davis derrotou Thomas Gifford por nocaute no 3R
Ryan Spann finalizou Devin Clark com uma guilhotina no 2R
Alex Morono derrotou Max Griffin por decisão unânime dos jurados
Deiveson Figueiredo finalizou Tim Elliott com uma guilhotina no 1R
Marlon Vera derrotou Andre Ewell por nocaute técnico no 3R
Miguel Baeza derrotou Hector Aldana por nocaute técnico no 2R
Marvin Vettori derrotou Andrew Sanchez por decisão unânime dos jurados
J.J. Aldrich derrotou Lauren Mueller por decisão unânime dos jurados

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade