Resumo do MMA: Cigano fora do UFC Moscou, Rodriguez pede por title shot e Weidman descarta aposentadoria

Publicado em 22/10/2019 por: Mateus Machado
Resumo do MMA: Cigano fora do UFC Moscou, Rodriguez pede por title shot e Weidman descarta aposentadoria Junior Cigano está fora da luta contra Volkov no UFC Moscou (Foto: Reprodução/Instagram)

publicidade

Com infecção, Junior Cigano está fora do UFC Moscou

Marcado para acontecer no dia 9 de novembro, o UFC Moscou, na Rússia, teve um importante desfalque confirmado na última segunda-feira (21). Junior Cigano, que faria a luta principal da edição contra o russo Alexander Volkov, está fora do evento após contrair uma infecção bacteriana na perna, que o levou a ser hospitalizado na última semana, no Rio de Janeiro. As informações são do site russo “RT Sport”.

Por conta da infecção, o brasileiro, ex-campeão da categoria peso-pesado do Ultimate, precisou passar por dois procedimentos cirúrgicos, sendo o primeiro deles a introdução de um dreno no local infeccionado e o segundo para a retirada do tubo. Ainda de acordo com o site russo, existe a expectativa do camaronês Francis Ngannou substituir o brasileiro para o combate diante de Volkov, no entanto, a organização não confirmou a informação.

Com 35 anos e um cartel de 21 vitórias e seis derrotas no MMA, Junior Cigano vinha em uma sequência positiva de três triunfos, no entanto, em sua última apresentação, ocorrida em junho, foi nocauteado justamente por Francis Ngannou. Por outro lado, Alexander Volkov não entra em ação desde outubro do ano passado, quando foi superado por Derrick Lewis no UFC 229.

Rodriguez elogia Stephens e pede por disputa de título

Após o primeiro duelo entre Yair Rodriguez e Jeremy Stephens, em setembro, no UFC México, durar apenas 15 segundos, após uma “dedada” no olho aplicada pelo americano, os dois lutadores voltaram a se enfrentar no último sábado (19), no UFC Boston e protagonizaram um combate intenso, que terminou com a vitória do mexicano por decisão unânime dos jurados e o confronto foi eleito o melhor da edição, em premiação anunciada pela própria franquia.

Após o período de rivalidade com Stephens, Yair Rodriguez utilizou suas redes sociais para citar seu adversário como um “guerreiro”, e ressaltou que as provocações de ambos os lados não passaram de “negócios”. Além disso, o mexicano falou sobre o seu bom momento na categoria peso-pena e pediu por uma disputa de cinturão.

“Conto com uma grande equipe, sobram palavras para expressar tanto agradecimento, não somente aos meus treinadores, como também aos meus amigos e à minha família, por sempre estarem comigo. Sempre buscamos o lado positivo das coisas e melhoramos como seres humanos. Havia algo pendente contra um grande rival, sabia que seria um duro desafio na minha carreira, mas me sinto agradecido e abençoado por Deus pela oportunidade de sair com a vitória. Focado e melhorando dia a dia, estou seguro que chegarei ao ponto mais alto deste mundo. Vou com tudo e por tudo, mas não vou sozinho. Conto com uma grande equipe! Meus sinceros respeitos para esse guerreiro (Jeremy Stephens), que apesar de tudo o que aconteceu antes dessa luta, demonstrou respeito e que isso é apenas parte dos ‘negócios’. Eu busco apenas enfrentar o melhor do melhor na divisão e espero que o UFC, depois de nove lutas para eles, das quais oito são vitórias, sete bônus por atuação e luta da noite, me deem a oportunidade de lutar em breve pelo título mundial”, disse Rodriguez.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Cuento con un gran equipo, sobran las palabras para expresar tanto agradecimiento, no solo a mis entrenadores si no también a mis amigos y a mi familia por siempre estar conmigo. A pesar de todo lo amarga que pueda llegar a ser una experiencia, siempre buscamos el lado positivo de las cosas y mejoramos como seres humanos. Había cuenta pendiente en contra de un gran rival, sabía que sería una prueba dura en mi carrera pero me siento agradecido y bendecido por Dios por la oportunidad de salir con la victoria. Enfocado y mejorando día con día, estoy seguro que llegaré a lo más alto en este mundo. Voy con todo y por todo pero no voy solo.. . CUENTO CON UN GRAN EQUIPO! . Mis respetos para este guerrero que a pesar de todo lo qué pasó antes de esta pelea al final se demostró el respeto y que esto solo parte del “business” negocio. . Yo solo busco enfrentar a lo mejor de lo mejor en la división y espero que el @ufc después de 9 peleas para ellos, dentro de las cuales 8 son victorias, 7 bonos por peleas y actuaciones de la noche, me den la oportunidad de pelear pronto por un título mundial. . I have a great team, there are plenty of words to express such gratitude, not only to my coaches but also to my friends and my family for always being with me. Despite all the bitterness that can become an experience, we always look for the positive side of things and improve as human beings. I had a pending account against a great rival, I knew it would be a hard test in my career but I feel grateful and blessed by God for the opportunity to win this victory. Focused and improving day by day, I am sure that I will reach the top in this world. I go with everything and everything but I do not go alone .. . I HAVE A GREAT TEAM! . My respects for this warrior who, despite all that happened before this fight at the end, showed respect and that this is only part of the “business” business. . I only seek to face the best of the best in the division and I hope that the @ufc after 9 fights for them, within which 8 are victories, 7 bonuses for fights and performances of the night, give me the opportunity to fight Soon for a world title.

Uma publicação compartilhada por YAIR RODRIGUEZ PORTILLO (@panteraufc) em

Weidman ‘desabafa’ e descarta aposentadoria

Ex-campeão da categoria peso-médio, Chris Weidman fez sua estreia na divisão dos meio-pesados no último sábado (19), na luta principal do UFC Boston, no entanto, foi nocauteado por Dominick Reyes ainda no primeiro round de luta. O duro revés, o quinto do americano em suas últimas seis lutas, levantou críticas dos fãs e até mesmo de Dana White, presidente do Ultimate, que chegou a declarar que teria uma conversa com o “All American”, em que pediria seu retorno aos médios ou então sua aposentadoria do esporte.

Em resposta aos críticos, Weidman, atualmente com 35 anos, fez uma postagem em sua conta oficial no Instagram, onde procurou afastar qualquer possibilidade de aposentadoria e afirmou que ainda possui as “habilidades” para ser um campeão mundial.

“Sobre o meu próximo passo, eu tenho ouvido muitas pessoas dizendo que devo me aposentar e chegamos aqui baseando nos meus resultados recentes. É uma loucura, porque, se eu vencesse (Dominick) Reyes, as chances de eu lutar pelo título mundial eram muito fortes. Agora, ser atingido pelos comentários sobre aposentadoria é um grande golpe para mim. Digo que eu, definitivamente, não estou pronto para me aposentar. Eu ainda amo isso e estou faminto para voltar ao octógono. Eu acredito que tenho as habilidades para ser um campeão mundial. Sei que alguns de vocês estão balançando a cabeça e rindo de mim quando eu digo isso. Bem, que se danem vocês e obrigado pela motivação. Nesta luta (contra Dominick Reyes), eu estava vindo de um ano afastado, duas grandes cirurgias e ainda tinha uma mudança de peso. É muito tempo fora da academia, e ainda acho que tenho muito tempo nesse esporte”, afirmou o ex-campeão.

 

Ver essa foto no Instagram

 

I just want to let everyone know I’m all good just obviously bummed with the result. I knew Dom was a tough fight and he proved to be more than that with a beautiful timed left hand that put me down in the first. I jumped in with a right hand and the range was off and he capitalized. Sucks for me. As for what is next for me… I’m hearing a lot of “you should retire comments” and I get where you are coming from based on the results of my recent fights. It’s crazy because with a win over Reyes the chances of me fighting for the world championship were very strong. Now to be getting hit with the retirement talk is really a big swing for me to get used to hearing. I will tell you that I am def not ready to retire. I still love this and am very hungry to get back in there. I believe I have the abilities to still be world champion. I know some of you are shaking your head and laughing at me when I say that .. well screw you and thanks for the motivation. This fight I was coming off a year lay-off, 2 major surgeries, and a weight class change. Way too much time out of the gym and I feel like that did play a role in this fight. The fact that I’m healthy right now and can get back in the gym is territory that I’m not used too. I will be back soon and I will look good doing it. Thank you everyone for your support and I’m sorry to let you down. This extreme low in my career will be part of my story and I will finish on top. Thank you to my friends and family and sponsors @monsterenergy @cbdmd.usa @fellowshiphomeloans @medtronic who stand behind me in my high and low moments! Thank you to God for blessing me with all that I have and am so undeserving of. Everyday is a gift and I’m so thankful to be able to experience that gift even when my goals and desires aren’t met.

Uma publicação compartilhada por Chris Weidman (@chrisweidman) em

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade