Vídeo: em 2011, André Galvão vencia peso e absoluto no ADCC e dava início à sua dinastia na superluta; relembre

Publicado em 01/10/2019 por: Diogo Santarém
Vídeo: em 2011, André Galvão vencia peso e absoluto no ADCC e dava início à sua dinastia na superluta; relembre TATAME conversou com André Galvão em 2011 sobre o seu ouro duplo no ADCC (Foto reprodução TATAME TV)

publicidade

Aos 37 anos, André Galvão é considerado uma referência no mundo do Jiu-Jitsu e, entre diversas conquistas, é tetracampeão da superluta do ADCC, tendo somado seu último título no domingo (29), ao derrotar o casca-grossa Felipe Preguiça na superluta do ADCC 2019, em Anaheim, na Califórnia (EUA).

Para chegar ao posto que ocupa hoje, porém, o líder da Atos teve que suar. Lá atrás, em 2011, Galvão foi o grande nome do ADCC realizado em Nottingham, na Inglaterra, quando levou o ouro duplo derrotando Rousimar Toquinho na final até 88kg e finalizando o americano Pablo Popovitch no absoluto. A partir dali, o brasileiro começou sua dinastia na superluta, vencendo seguidamente as edições de 2013 (Bráulio Estima), 2015 (Roberto Cyborg), 2017 (Cláudio Calasans) e, por fim, 2019 (Felipe Preguiça).

A TATAME, é claro, marcou presença no ADCC 2011 e bateu um papo exclusivo com Galvão. Em entrevistas realizadas na Inglaterra e na Califórnia (EUA), o faixa-preta analisou sua campanha no torneio e falou sobre seus planos de lutar MMA na época. Por fim, ele analisou o que o ouro duplo no ADCC mudou na sua vida.

Relembre as entrevistas e os melhores momentos de Galvão no ADCC 2011:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade