Deontay Wilder aplica nocaute brutal, mantém cinturão do WBC e projeta duelos com Tyson Fury ou Andy Ruiz; assista

Publicado em 27/11/2019 por: Mateus Machado
Deontay Wilder aplica nocaute brutal, mantém cinturão do WBC e projeta duelos com Tyson Fury ou Andy Ruiz; assista Deontay Wilder nocauteou Luis Ortiz de maneira brutal (Foto Steve Marcus / Getty Images)

publicidade

A cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, recebeu no último sábado (23) a revanche entre Deontay Wilder e Luis Ortiz, em duelo que colocou em disputa o cinturão peso-pesado do WBC (Conselho Mundial de Boxe). Assim como no primeiro encontro entre os atletas, Deontay saiu vencedor por nocaute, no sétimo round, e manteve o título em sua posse.

No entanto, a missão de Wilder esteve longe de ser fácil. Isso porque Ortiz foi dominante nos primeiros rounds do combate, com bons golpes de esquerda aplicados. A situação só mudou a favor de Deontay a partir do sexto assalto, quando o lutador aumentou seu ritmo de golpes e passou a dominar o centro do ringue. Aproveitando o bom momento, o americano voltou ainda melhor no round seguinte e saiu vencedor após aplicar um direto de direita brutal, pegando em cheio no raio de ação do cubano. Depois de cair instantaneamente, Ortiz não teve mais condições de prosseguir na luta.

Com o nocaute, Deontay Wilder defendeu com sucesso o título do WBC e chegou à sua 42ª vitória no Boxe, sendo 41 delas por nocaute ou nocaute técnico. Existe, agora, a expectativa do americano enfrentar Tyson Fury, outro grande nome da divisão dos pesados, e contra quem Deontay lutou em 2018, em confronto que terminou empatado. Outra possibilidade é um combate pela unificação dos títulos da categoria contra o casca-grossa Andy Ruiz, que atualmente tem em sua posse os cinturões da WBA, WBO, IBF e IBO.

Veja como foi o nocaute:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade