Isaac Doederlein comemora ‘parceria’ com Kennedy Maciel no Mundial da SJJIF e conquista do absoluto peso leve; confira

Publicado em 19/11/2019 por: Diogo Santarém
Isaac Doederlein comemora ‘parceria’ com Kennedy Maciel no Mundial da SJJIF e conquista do absoluto peso leve; confira Isaac Doederlein (de branco) foi um dos grandes destaques do Mundial 2019 (Foto SJJIF)

publicidade

* Um dos grandes nomes da nova geração do Jiu-Jitsu nos Estados Unidos, Isaac Doederlein deu show no Mundial 2019 da SJJIF, realizado de 8 a 10 de novembro, na Califórnia (EUA). Após fechar a divisão dos penas com Kennedy Maciel, seu amigo e companheiro de treino, Isaac voltou com tudo para o absoluto e, se aproveitando da nova divisão em peso leve e pesado, derrotou Pablo Mantovani na final para conquistar o ouro e o prêmio de US$ 5 mil.

Em entrevista à TATAME após o evento, Isaac analisou a mudança no absoluto feita pela SJJIF e elogiou a iniciativa: “Acredito que essa mudança foi muito importante. Eu acho injusto ter grandes prêmios por apenas um absoluto, eles precisam dar uma chance para nós, concorrentes menores, mostrarmos nossa técnica”.

Faixa-preta de Rubens Charles Cobrinha, o americano também comentou a sensação de encontrar Kennedy Maciel, filho de Cobrinha e seu parceiro de treino, na final dos penas, e elogiou a organização do torneio.

“Foi uma honra fechar com o Kennedy! Ele é como meu irmãozinho. Eu tenho treinado com ele toda a sua carreira, desde que ele começou. Foi uma honra testemunhar seu crescimento como atleta de Jiu-Jitsu, mas também como pessoa. Não há ninguém com quem eu gostaria de dividir o tatame mais do que ele”, afirmou Isaac, completando sobre o Mundial. “Eu senti a concorrência muito difícil. Acredito que o que a SJJF está fazendo é ótimo para o esporte. Eles têm uma grande visão em espalhar o Jiu-Jitsu por todo o mundo”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Lightweight Absolute Champ @sjjif Worlds. Thanks to my family @cobrinhabjjhq, my professor @cobrinhacharles and all of my training partners and students.

Uma publicação compartilhada por Isaac Doederlein Suzuki (@isaacdoederlein) em

Lições após revés no King of Mats

Uma semana antes do Mundial da SJJIF, Isaac Doederlein participou de uma superluta no King of Mats, parte do Abu Dhabi Grand Slam Rio de Janeiro, organizado pela AJP. O resultado, porém, não foi o esperado pelo lutador. Convocado com duas semanas de antecedência para substituir Paulo Miyao, Isaac até começou bem, mas acabou levando a virada e perdeu o título para Leonardo “Cascão” Saggioro por 7 a 5 nos pontos.

“Eu me senti muito bem nos dois eventos. Na superluta contra Cascão, me senti muito bem também, mas infelizmente alguns erros no final acabaram me custando a luta. No Mundial da SJJIF, voltei mentalmente preparado e passei a semana inteira consertando meus erros para que a mesma coisa não acontecesse novamente”, revelou Doederlein, comentando o que deu errado na sua derrota no King of Mats.

“Tudo estava indo perfeito, como eu havia planejado. No final da luta, depois de uma tentativa de passagem de guarda, ele agarrou minha perna para se defender. Na hora eu ataquei na kimura e logo depois pensei que, se tivesse permitido que ele subisse, ele não receberia dois pontos, pois estava defendendo a posição. E eu estaria na guarda, vencendo por 4 a 0. Mas quando ele subiu, o árbitro lhe concedeu dois pontos. Depois disso, foram muitos os erros que me custaram a luta. Foi minha culpa por não conhecer as regras”.

Por fim, o americano revelou seus principais objetivos para a temporada 2020: “Meus próximos passos são focar nos meus objetivos para o ano que vem. Realmente vou aumentar minha força e condicionamento e começar a me preparar para o Grand Slam de Abu Dhabi e o Campeonato Europeu, ambos em janeiro. E também pretendo voltar a São Paulo para defender meu título no Campeonato Brasileiro”, encerrou.

* Por Diogo Santarém

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade