Sem ‘cravar’ aposentadoria, Luke Rockhold revela dificuldade em se motivar: ‘Feliz em não lutar’; leia

Publicado em 21/11/2019 por: Mateus Machado
Sem ‘cravar’ aposentadoria, Luke Rockhold revela dificuldade em se motivar: ‘Feliz em não lutar’; leia Aos 35 anos, Luke Rockhold revelou ‘estar feliz’ em não lutar atualmente (Foto reprodução Instagram)

publicidade

Com 35 anos e um cartel de 16 vitórias e cinco derrotas no MMA profissional, Luke Rockhold já ostentou os títulos de campeão peso-médio no UFC e no extinto Strikeforce. A fase recente do americano, no entanto, não é das melhores. Após ser nocauteado por Yoel Romero em 2018, o lutador anunciou subida para a categoria dos meio-pesados, mas em sua primeira luta na divisão, foi derrotado por Jan Blachowicz no segundo round.

Os reveses recentes de Rockhold, além de desanimarem o ex-campeão, o fizeram refletir a respeito do futuro de sua carreira no MMA. Em entrevista ao site MMA Fighting, Luke negou a possibilidade de se aposentar do esporte no atual momento, mas afirmou estar “feliz” em não ter uma luta marcada.

“Minha mente está satisfeita e estou bem agora. Eu já fiz muitas coisas neste esporte. Não estou querendo criar uma manchete. Não estou querendo dizer que vou me aposentar e então querer voltar. Eu não gosto de fechar as portas na minha vida. Me encontro bem, estou feliz em não lutar. Me sinto bem em focar em outras coisas”, detalhou o atleta, revelando ainda que a paixão pelo esporte já não é mais a mesma.

“Lutar é muito desgastante. Eu cheguei ao topo do esporte. Eu só não tenho a mesma paixão e o mesmo apetite nesse momento. Estou animado em fazer outras coisas na minha vida. Eu sei que tenho muitos fãs e sinto muito por não estar lutando, mas você nunca sabe. Talvez algum dia eu lute, mas não vou prever isso agora. Eu fiz isso por quase 14 anos. Eu conquistei (títulos) em duas organizações diferentes. Eu fui o melhor do mundo, indiscutivelmente. Eu vou dormir bem com isso. Poucos caras conseguem fazer tudo isso”.

Com uma longa carreira no MMA, onde luta profissionalmente desde 2007, Luke Rockhold, além disso, possui um contrato como modelo de uma renomada marca de roupas, que em tese, garante estabilidade financeira ao lutador. Desta forma, lutar por dinheiro não é algo que seja mais necessário ao atleta.

“Obviamente você não pode lutar para sempre. Eu posso fazer mais dinheiro fora do cage, então, se eu puder fazer isso, por que não? Não tenho que lidar com toda essa politicagem que vem da luta e do UFC, e todas essas coisas que nós sabemos. Isso me faz feliz”, concluiu Luke, que no próximo dia 12 de dezembro estará em ação em superluta de grappling pelo Polaris 12 contra Nick Rodriguez, surpresa do ADCC 2019.

 

Ver essa foto no Instagram

 

The rumours have been circulating, and we are pleased to confirm it’s true: @lukerockhold will be making his pro grappling debut at Polaris 12 on November 30, live on @ufcfightpass. Welcoming him is Polaris veteran and one of the fastest-rising stars the sport has ever seen, @nickyrod247. ⁠ ⁠ Anyone who has ever trained with Luke has nothing but praise for his grappling ability, and his years at the top levels of MMA mean that he is going to be Nick’s toughest test yet. Rodriguez, on the other hand, is a whirlwind combination of wrestling skill, speed & power, with the added technical details from coach Jon Danaher. ⁠ ⁠ Tickets are going out the door to fighters and fans so don’t delay in securing yours ASAP.⁠ ⁠ Polaris 12 is Sponsored by:⁠ @scramblebrandofficial⁠ @tatamifightwear⁠ @lawyerlondon⁠ @bjjsummerweek_⁠ @maxigarami⁠ ⁠ Polaris 12⁠ Saturday November 30⁠ The @iccwales⁠ ⁠ Watch Live and Exclusive on @ufcfightpass⁠ ⁠

Uma publicação compartilhada por Polaris Professional Jiu Jitsu (@polaris_professional) em

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade