Dillashaw detalha caso de doping que resultou em longa suspensão: ‘Vendi minha alma ao diabo’; leia

Publicado em 28/11/2019 por: Mateus Machado
Dillashaw detalha caso de doping que resultou em longa suspensão: ‘Vendi minha alma ao diabo’; leia TJ Dillashaw deu detalhes sobre a suspensão de dois anos que recebeu em janeiro (Foto reprodução Instagram)

publicidade

O ano de 2019 foi, definitivamente, um ano para TJ Dillashaw “esquecer”. Em janeiro, o ex-campeão peso-galo do Ultimate desceu para a categoria dos moscas na tentativa de conquistar um segundo título, no entanto, sofreu uma dura derrota para Henry Cejudo, sendo nocauteado em apenas 32 segundos. Meses depois, para piorar, o americano foi flagrado em exame antidoping por uso da substância proibida eritropoietina (EPO), recebendo uma suspensão de dois anos da USADA.

Dez meses depois do longo gancho recebido, Dillashaw contou detalhes sobre o duro processo de corte de peso pelo qual foi submetido para lutar nos moscas e, em entrevista à ESPN americana, afirmou que “vendeu sua alma ao diabo” ao fazer o uso de substâncias proibidas visando o aumento de performance.

“Tomei um medicamento para anemia chamado Procrit, que era o principal ingrediente da eritropoietina (EPO). Isso ajuda a reconstruir as células sanguíneas. Quando você se torna anêmico, seus glóbulos vermelhos começam a despencar e você perde energia. Eu estava em uma dieta super restrita de 1600 calorias por dia e treinando muito. Eu forcei meu corpo para limites extremos. Estava chegando naquele peso mínimo, onde tudo estava me afetando. Não queria acordar e treinar de manhã. Tinha que perder muito mais peso e não queria ir mais na academia. Não queria correr e nem fazer as coisas que deveriam ser feitas”, revelou TJ, para em seguida comentar o uso da substância que o fez ser flagrado no exame..

“Fui testado em um exame antidoping e decidi que seria capaz de ficar limpo até a luta. Mas depois eu f*** tudo e tomei aquela decisão. Queria resistir até a luta, queria fazer algo impensável, e deixei isso tirar o melhor de mim. Sem desculpas. Cometi o erro de querer fazer algo que não deveria ter sido feito. Vendi minha alma para o diabo e agora tenho que me reconstruir e lidar com isso”, reconheceu o ex-campeão.

Atualmente com 33 anos de idade, o ex-campeão peso-galo TJ Dillashaw possui um cartel de 16 vitórias e quatro derrotas no MMA profissional. Lutando pelo Ultimate desde 2011, o americano só poderá retornar à organização em janeiro de 2021, data em que sua suspensão chegará oficialmente ao fim.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade