Yan Pica-Pau, literalmente, deu o sangue para conquistar o ouro absoluto no Sul Americano de Jiu-Jitsu 2019, realizado pela IBJJF no último fim de semana, em Barueri (SP). Após abrir o supercílio e ser derrotado na semifinal da sua divisão, o faixa-preta da Ribeiro JJ voltou com tudo para o peso aberto e, mostrando grande resiliência, venceu Rafael Paganini na final por decisão dos árbitros.

Em entrevista à TATAME após o torneio, Pica-Pau falou da lesão e o foco dobrado na disputa do absoluto. Em sua campanha, o faixa-preta passou por Ricardo Pingo, Ygor Silva, Dimitrius Souza e o próprio Rafael.

“Vim com o foco dobrado para o absoluto. Falei até para os meus parceiros de treino que ia botar meu quimono da sorte, sair na porrada, e deu certo (risos). Na semifinal da categoria eu abri o supercílio, em toda luta sangrou, foi piorando a cada luta, fiz vários curativos, mas a minha mente está muito forte, não deixei isso me abalar. Inclusive, acredito que usei como combustível para sair campeão”, afirmou o campeão.

Confira a entrevista completa abaixo: