Com duelo decisivo no UFC 245, Viviane Araújo revela não ter pressa para disputa de título: ‘É consequência do trabalho’

Publicado em 10/12/2019 por: Mateus Machado
Com duelo decisivo no UFC 245, Viviane Araújo revela não ter pressa para disputa de título: ‘É consequência do trabalho’ Viviane Araújo vai em busca da sua terceira vitória seguida no Ultimate (Foto reprodução Instagram)

publicidade

* O ano de 2019, sem dúvida, foi o melhor da carreira de Viviane Araújo. Contratada pelo Ultimate, a brasileira emplacou duas vitórias, sobre Talita Bernardo e Alexis Davis, e escalou o ranking da categoria peso mosca, ocupando atualmente a quinta posição. No próximo sábado (14), a brasiliense terá um grande desafio no UFC 245, marcado para acontecer em Las Vegas (EUA): o duelo contra Jessica Eye – segunda colocada no ranking – definirá o rumo exato dos seus planos para 2020.

Em caso de uma boa vitória sobre a americana, “Vivi” poderá se aproximar de vez de uma disputa de título na divisão dos moscas e, quem sabe, se tornar a próxima desafiante ao cinturão, atualmente em posse de Valentina Shevchenko. A lutadora do Quirguistão, vale ressaltar, tem luta marcada contra Katlyn Chookagian no card do UFC 247, marcado para fevereiro, quando fará sua terceira defesa de título.

Ciente do momento especial e das grandes possibilidades que serão projetadas para sua carreira em caso de um triunfo contra Jessica Eye, Viviane Araújo procura ter tranquilidade para subir um degrau de cada vez. Em entrevista à TATAME, a atleta da Cerrado MMA garantiu não sentir pressão para disputar o cinturão.

“Eu acredito que farei uma excelente luta contra a Jessica Eye no sábado, se Deus quiser a vitória vai vir. Eu sei que, com essa vitória, o cinturão vai ficar cada vez mais próximo, mas eu não tenho pressa em disputar o título. A minha intenção é fazer boas lutas no UFC, me testar mais contra atletas duras, fazer duelos empolgantes, para o público, e o resto é consequência”, afirmou a lutadora, hoje aos 33 anos de idade.

Confira a entrevista com Viviane Araújo na íntegra: 

– Preparação para o UFC 245 e mudanças importantes

Meu camp foi ótimo, até porque tive tempo para me preparar em todos os sentidos. Estou me sentindo na melhor forma e eu procurei melhorar alguns pontos que achamos necessário. Fiz uma troca de preparador físico, então a gente focou bastante na melhora do meu gás e na minha explosão. Fiz um trabalho específico em uma escola de Brasília que segue a metodologia dos professores do McGregor e tem uma certa origem com a Capoeira, visando melhorar minha trocação, o meu trabalho de pernas e o meu ritmo. Também procurei treinar todas as áreas, como o Wrestling, onde pude melhorar bastante minha entrada de quedas com um professor cubano. Estou aperfeiçoando muito o meu chão também, deixando o meu Jiu-Jitsu bem fino para, caso eu tenha a oportunidade, finalizar a luta. Sem contar na trocação, com muitos treinos de Boxe e Muay Thai na Cerrado MMA. Estou me sentindo muito bem preparada, definitivamente.

– Análise do combate contra a ex-desafiante Jessica Eye

Eu vejo uma luta bastante explosiva. A Jessica é uma atleta bem forte e eu vejo algumas brechas dela na parte da trocação, porque ela é um pouco mais lenta, mais ‘plantada’, e eu já gosto de usar mais minha velocidade e acho que vou me sobressair nisso, usando minha explosão. Acho que ela vai dar bastante brecha ali. Além disso, se eu tiver a chance, vou levar para o chão e usar meu Jiu-Jitsu para finalizar, algo que venho trabalhando bastante e ainda não tive a oportunidade de mostrar dentro do Ultimate.

– Começo animador dentro do UFC, com duas vitórias

Eu me sinto muito feliz de estar tendo essas boas performances dentro do UFC. Venho treinando bastante e, desde a minha estreia, sinto que estou indo bem. Na minha segunda luta, tive uma boa performance também, os fãs curtiram, porque foi bem movimentada. Sei que tem muita atleta na categoria, lutadoras boas, e eu espero fazer mais uma boa luta no sábado para seguir evoluindo dentro da organização.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Vocês são demais!!! Obrigada por todas as mensagens. . You are amazing!!! thanks for all posts on this day! . #happybirthdaytome ??

Uma publicação compartilhada por Vivi Araujo (@viviaraujomma) em

– Chance de se aproximar de uma disputa do título

Eu acredito que farei uma excelente luta contra a Jessica Eye no sábado, se Deus quiser a vitória vai vir. Eu sei que, com essa vitória, o cinturão vai ficar cada vez mais próximo, mas eu não tenho pressa em disputar o título. A minha intenção é fazer boas lutas no UFC, me testar mais contra atletas duras, fazer duelos empolgantes, para o público, e o resto é consequência. Em 2020 as portas vão se abrir ainda mais.

– Começo no Futebol, ida para o Jiu-Jitsu e chegada ao MMA

Na verdade, eu comecei no Futebol, porque desde muito nova, eu gostava de esportes e sempre fui muito dedicada. Já competi em alguns eventos grandes de Brasília, mas teve um professor de Jiu-Jitsu que me viu jogar uma partida e me convidou para fazer um treino na academia dele. Eu fui e me apaixonei de primeira pelo esporte. Comecei a treinar, competir nacionalmente, me destacando na modalidade, daí fui obrigada a trocar a chuteira pelo quimono (risos), foi uma paixão inexplicável. Depois que peguei a faixa marrom e comecei a competir, o professor me convidou também para fazer uma aula de Muay Thai, e eu fui, vi que tinha talento para a trocação, e em 2015, quando as mulheres estavam se destacando no MMA, mudei.

Encontramos uma academia aqui em Brasília especializada no esporte, a Cerrado MMA, e eu fui pra lá, comecei a treinar e gostei demais de tudo. Não demorou muito para começar a competir, foi ainda em 2015, e eu não esperava que em pouco tempo no MMA a minha vida fosse mudar tanto. Hoje eu sou muito feliz, consigo viver do esporte e era o que eu sempre sonhava, poder me dedicar totalmente ao esporte. Eu vim de uma família humilde, e sempre tive que correr atrás de conciliar meu tempo com trabalho, treino e estudo, e hoje em dia ter a oportunidade de me dedicar 100% aos treinos e à luta é um sonho realizado.

CARD COMPLETO: 

UFC 245
Las Vegas, nos Estados Unidos

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Card principal
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Colby Covington
Peso-pena: Max Holloway x Alexander Volkanovski
Peso-galo: Amanda Nunes x Germaine de Randamie
Peso-galo: Marlon Moraes x José Aldo
Peso-galo: Petr Yan x Urijah Faber

Card preliminar
Peso-meio-médio: Geoff Neal x Mike Perry
Peso-galo: Ketlen Vieira x Irene Aldana
Peso-médio: Ian Heinisch x Omari Akhmedov
Peso-meio-médio: Matt Brown x Ben Saunders
Peso-pena: Chase Hooper x Daniel Teymur
Peso-mosca: Brandon Moreno x Kai-Kara France
Peso-mosca: Jessica Eye x Vivi Araújo
Peso-médio: Punahele Soriano x Oskar Piechota

* Por Mateus Machado

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade