Dedé cita ‘trabalho recompensado’ com faixa coral e projeta estreia de Aldo nos galos: ‘Achou sua divisão’

Publicado em 03/12/2019 por: Yago Redua
Dedé cita ‘trabalho recompensado’ com faixa coral e projeta estreia de Aldo nos galos: ‘Achou sua divisão’ Dedé Pederneiras comentou sobre a faixa coral e a estreia de Aldo nos galos (Foto divulgação Nova União)

publicidade

* No último fim de semana, Dedé Pederneiras, um dos líderes da Nova União, recebeu a faixa coral de Jiu-Jitsu em uma cerimônia que contou grandes nomes da arte suave no CT da equipe, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Em um bate-papo com a TATAME nesta terça-feira (3), o casca-grossa comentou sobre o momento e disse que “valeu a pena” ter insistido no sonho.

“Na verdade, depois de todos esses anos, você receber uma faixa como essa, comprova o investimento que você fez a vida inteira no Jiu-Jitsu. Tudo o que você investiu deu certo e insistiu muito para estar ali”, lembrou.

No próximo dia 14, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 245, José Aldo vai estrear na divisão dos galos. Dedé, que é treinador do brasileiro, afirmou que o ex-campeão dos penas está em um momento “ótimo” e ainda brincou, contando que é a primeira que vez que o manauara precisa passar por uma dieta regrada.

Já sobre o adversário de Aldo, o também brasileiro Marlon Moraes, Dedé contou que o plano inicial do time era uma luta com o campeão duplo Henry Cejudo: “O Marlon é o primeiro do ranking. Ficou uma expectativa desde o início dessa descida (para os galos) de fazer uma luta direto pelo cinturão. Mas devido a cirurgia que o Cejudo teve, isso não seria possível neste momento. Então o UFC viu por bem casar uma luta entre o primeiro colocado do ranking e um postulante ao cinturão, então vamos lá”, concluiu o novo faixa-coral.

Confira a entrevista na íntegra com o Mestre Dedé Pederneiras:

* Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade