Jungle Fight no DAZN 99: Lucas Almeida acerta joelhada brutal em argentino e se torna campeão peso-leve; veja como foi

Publicado em 01/12/2019 por: Diogo Santarém
Jungle Fight no DAZN 99: Lucas Almeida acerta joelhada brutal em argentino e se torna campeão peso-leve; veja como foi Lucas Almeida acertou uma joelhada voadora impressionante para nocautear o argentino Nicolas Cocuccio (Foto Leonardo Fabri)

publicidade

Nem só de Futebol vive a rivalidade entre as duas maiores forças esportivas do continente sul-americano. Em uma noite repleta de bons combates, no último sábado (30), o Jungle Fight no DAZN 99 teve um duelo mais que especial na sua luta principal, com a rivalidade histórica entre Brasil e Argentina presente no maior evento de MMA da America Latina.

O público que lotou as dependências do ginásio da Vila Olímpica Professor Manuel Gomes Tubino, no bairro de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi brindado com confrontos movimentados e a vitória do brasileiro Lucas Almeida sobre o argentino Nicolas Cocuccio por nocaute com uma bela joelhada voadora na luta principal. Com o resultado, Lucas se tornou o novo campeão peso-leve do Jungle Fight.

Com um primeiro round eletrizante, o brasileiro quase acabou com a luta por nocaute, colocando seu oponente em dificuldade. Porém, quando tudo parecia resolvido a favor do novo campeão, o argentino reagiu com boas quedas e igualou as ações no segundo assalto. Mas no terceiro round, não teve jeito. Lucas voltou a impor seu ritmo e, com uma joelhada voadora impressionante, encerrou o combate por nocaute para conquistar o cinturão dos leves. “Treinei muito para essa luta, na entrevista que dei ontem, falei que esperava nocautear ele no terceiro round. Que a luta seria dura eu tinha certeza, então minha estratégia era manter em pé, mas ele é muito forte e conseguiu me derrubar. Quem treina comigo sabe como é difícil eu cair por baixo, treinei Jiu-Jitsu todos os dias e acreditei que conseguiria equilibrar a luta no cão até voltar de pé, fazer meu jogo e nocautear ele. Graças a Deus deu tudo certo. Agora quero por o meu cinturão em disputa, me manter campeão do Jungle Fght e depois buscar um lugar no UFC”, concluiu o campeão.

No primeiro combate feminino da noite, em disputa bastante movimentada pelos dois lados, Lorrany Santos levou vantagem na luta em pé sobre sua adversária, mas Yana Gadelha, com um chão afiado, conseguiu a finalização por chave de braço no segundo round. Já em uma das melhores lutas do evento, o carioca Vitor Dias e o belenense Matheus Calabresa travaram uma verdadeira batalha no cage, com diversas tentativas de nocaute e finalização, e ao final o triunfo de Matheus por decisão dividida dos jurados.

Presidente do Jungle Fight, Wallid Smail comemorou a sequência de bons eventos e prometeu um grande card para a centésima edição do show: “O Jungle Fight não para, semana passada tivemos um grande evento em BH e apenas uma semana depois realizamos esse show aqui no Rio de Janeiro. Estou muito feliz e isso é só o começo, agora temos a centésima edição do Jungle Fight e será inesquecível, vamos com tudo”.

RESULTADOS COMPLETOS:

Jungle Fight no DAZN 99
Vila Olímpica Professor Manoel José Gomes Tubino, em Jacarepaguá (RJ)
Sábado, 30 de novembro de 2019

Lucas Almeida venceu Nicolas Cocuccio por nocaute aos 3 minutos do terceiro round
Juiz central (Flavio Almendra )

Tony Fox venceu Adriano ‘Coiote’ Silva por decisão unânime dos jurados
Juiz central (Flavio Almendra)

Felipe ‘Takanori’ Pereira venceu Altamiro Pereira por finalização via mata-leão aos 2 minutos do segundo round
Juiz central (Flavio Almendra)

Junior Luiz venceu Lucas ‘Feio’ Barros por decisão unânime dos jurados
Juiz central (Flavio Almendra)

Dayane ‘Monster’ Souza venceu Jaqueline ‘Jack 3D’ Ferreira por nocaute técnico aos 3 minutos do primeiro round
Juiz central (Julian Jabá)

Leonardo Ivo venceu Jair ‘Palito’ Leonel por decisão unânime dos jurados
Juiz central (Luiz Luquelo)

Jairo Pacheco venceu Widson ‘Fumaça’ Costa por decisão unânime dos jurados
Juiz central (Flavio Almendra)

Rafael ‘Karatê’ Almeida venceu Lucas ‘Almeidinha’ por finalização via chave de cervical aos 3 minutos e 35 segundos do primeiro round
Juiz central (Lucas Aires)

Vanilto Antunes venceu Jackson Velasco por nocaute técnico aos 25 segundos do terceiro round
Juiz central ( Julian Jabá)

Matheus ‘Calabresa’ venceu Victor Dias por decisão dividida dos jurados
Juiz central (Luiz Luquelo)

Cristiano ‘Billy’ França venceu Denilson ‘Bug’ Flores por nocaute técnico aos 2 minutos e 23 segundos do primeiro round
Juiz central (Lucas Aires)

Yana Gadelha venceu Lorrany Santos por finalização via chave de braço aos 2 minutos e 30 segundos do segundo round
Juiz central (Flavio Almendra)

Adionai Maciel venceu Joseph Vieira por decisão unânime dos jurados
Juiz central (Julian Jabá)

Fabrício ‘Galo’ Santana venceu Mário ‘Orelha’ Carvalho por nocaute aos 3 minutos do segundo round
Juiz central (Luiz Luquelo)

Rafael do Nascimento venceu Victor ‘Buldoguinho’ por decisão dividida dos jurados
Juiz central (Lucas Aires)

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade