Motivada para ‘recomeço’ no UFC 245, Ketlen lembra período sem lutar por conta de lesão: ‘Pensei em voltar para Manaus’

Publicado em 05/12/2019 por: Yago Redua
Motivada para ‘recomeço’ no UFC 245, Ketlen lembra período sem lutar por conta de lesão: ‘Pensei em voltar para Manaus’ Ketlen Vieira ficou parada por 1 ano e 9 meses por conta de uma lesão e estará de volta no UFC 245 (Foto Yago Rédua / TATAME)

publicidade

* Uma das grandes esperanças do MMA nacional, Ketlen Vieira passou por um momento difícil. A brasileira ficou um ano e nove meses afastada do octógono por conta de uma lesão. Passado o pesadelo, Ketlen fará seu retorno ao octógono no próximo dia 14, contra Irene Aldana, no UFC 245, e uma vitória pode recolocar a manauara na briga pela disputa do cinturão peso-galo.

Em entrevista coletiva realizada nesta semana, no Rio de Janeiro, Ketlen disse que passou por dificuldade financeira neste período quando ficou afastada do octógono. Desta maneira, a atleta da Nova União quer transformar tudo isso em combustível para triunfar contra Aldana no evento em Las Vegas (EUA).

“Tenho que pegar tudo o que me fez sofrer… Dor, frustração, vontade de querer voltar, muitas humilhações que a gente passa também. Tudo isso vou transformar em fome de vencer, de dar a volta por cima, de mostrar o meu valor, mostrar que estou preparada e que não entrei de paraquedas no UFC. Eu trabalhei muito duro para estar aqui”, contou a brasileira, afirmando que até pensou em voltar para Manaus.

“Eu passei um momento difícil. O UFC só paga se a gente lutar, eu fiquei sem patrocínio. Ficar desempregada no Rio de Janeiro, que é uma cidade cara… Eu venho de Manaus, lugar que eu tenho a casa da minha mãe. Eu pensei em voltar, porque não tinha como me manter, mas graças a Deus, fui amparada por uma empresa que tem me ajudado e me patrocinando mesmo com as dificuldades”, apontou a manauara.

Ketlen Vieira ainda descreveu Irene Aldana como uma adversária “dura”, disse que deseja lutar pelo cinturão em breve, afirmou que pretende participar de competições de Jiu-Jitsu em 2020 e muito mais.

Confira abaixo a entrevista na íntegra:

* Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade