Ao lado de ex-campeões, Felipe Cabocão busca afirmação no UFC: ‘Quero ser o melhor do mundo’; veja mais

Publicado em 06/01/2020 por: Mateus Machado
Ao lado de ex-campeões, Felipe Cabocão busca afirmação no UFC: ‘Quero ser o melhor do mundo’; veja mais Felipe Cabocão fará sua terceira luta pelo Ultimate no próximo dia 25 de janeiro (Foto: Reprodução)

publicidade

Após um 2019 de realizações dentro do maior octógono do mundo, Felipe “Cabocão” Colares inicia 2020 com compromisso marcado logo no primeiro mês do calendário: enfrenta o americano Montel Jackson no dia 25 de janeiro, no UFC Raleigh, na Carolina do Norte (EUA). A disputa serve como afirmação do peso galo na organização, que conquistou seu primeiro triunfo ao superar Domingo Pilarte no UFC San Antonio, em julho passado.

A busca pela segunda vitória no Ultimate vem acompanhada da oportunidade de integrar o mesmo card de dois ex-campeões brasileiros da companhia: o peso pesado Junior Cigano e o meio-médio Rafael dos Anjos, que encaram Curtis Blaydes e Michael Chiesa, respectivamente. Além do trio, Helbert Burns, irmão de Gilbert Durinho, faz sua estreia na casa.

“Estou vivendo um sonho. Eu vim de uma Ilha lá do Norte e hoje estou no maior evento de MMA do mundo, lutando ao lado de caras como Junior Cigano e Rafael dos Anjos. E não vou parar por aqui, eu quero ser o melhor do mundo, vou dar o meu máximo para me manter no UFC e, em breve, ser campeão. Estou muito emocionado, mas não vou deixar a emoção interferir durante a luta. Estarei muito bem preparado para dar o meu máximo e sair vitorioso”, relata o integrante da Team Nogueira.

Da sala de aula ao cinturão do Jungle Fight

Felipe Cabocão não se destaca apenas pelas habilidades marciais. No início da década, quando estava prestes a estrear no MMA profissional, recebeu a negativa do próprio pai, que cobrava o resultado nos estudos. Sem opção, Cabocão tirou um ano sabático dos treinos para focar nos livros. Alguns meses depois, em 2012, foi aprovado no vestibular.

Primeiro, estudou quatro semestres de Contabilidade na Faculdade Estacio de Macapá. Depois, foi aprovado em Ciências Ambientais na UNIFAP, Universidade Federal do Amapá, onde cursou três semestres até conseguir a liberação do patriarca para se dedicar em tempo integral na carreira de atleta.

Venceu quatro lutas ainda no Macapá, até receber o convite, em junho de 2015, para integrar o plantel profissional da Team Nogueira, no Rio de Janeiro. De lá para cá, mais cinco triunfos, incluindo a guerra contra Caio Gregório, que lhe rendeu o cinturão peso pena do Jungle Fight, o maior evento de MMA da América Latina.

A renovação da Team Nogueira

Uma das equipes mais renomadas do mundo, a Team Nogueira, assim como o MMA brasileiro, passa por uma entressafra. Hoje, apenas quatro lutadores carregam a bandeira da academia no UFC: as promessas do peso galo Felipe Cabocão e Gabriel Silva, o meio-médio Warlley Alves e o veterano meio-pesado Rogério Minotouro.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade