Card do SFT 20 tem grande desfecho e dois novos campeões; Charles do Bronx vence em superluta de Jiu-Jitsu

Publicado em 28/01/2020 por: Mateus Machado
Card do SFT 20 tem grande desfecho e dois novos campeões; Charles do Bronx vence em superluta de Jiu-Jitsu Irwing King Kong deu show e se tornou o novo campeão peso-médio da franquia (Foto Edu Rocha / SFT)

publicidade

O SFT 20, realizado no último sábado (25), em São Paulo, cumpriu as expectativas e contou com uma edição de alto nível para os fãs de MMA que lotaram o ginásio do Clube Atlético Juventus do início ao fim do evento. O grande destaque ficou para a luta principal da noite. Substituindo Adriano Balby de última hora, Irwing “King Kong” impressionou a todos e, mesmo com pouquíssimo tempo de preparação – menos de dois dias -, nocauteou Renê Soldado no quinto round e se tornou o novo campeão peso-médio da organização.

Outro fato que merece menção honrosa se relaciona ao Ibope da edição. O SFT 20 proporcionou o melhor Ibope da história da organização, com 2.3 pontos, com os mesmos índices do SFT 12. O evento ficou em segundo lugar nos índices da TV aberta por quase duas horas, um feito a ser celebrado pela franquia.

Irwing dá show e conquista cinturão

Lutando na categoria de cima e bem menor em relação ao seu oponente na estatura, Irwing começou o duelo de forma cautelosa, mas ainda no primeiro round, começou a mostrar suas armas e protagonizou uma grande batalha diante de Soldado. King Kong encontrou a distância no decorrer do combate e passou a ter grande superioridade na luta em pé, o que forçou Renê a buscar quedas, bem defendidas pelo curitibano. Inteiro na luta, Irwing continuou melhor na trocação no restante do embate e conseguiu a vitória no último round, após conectar um potente direto de esquerda que pegou em cheio no queixo de Soldado, o levando à lona. Foi a 16ª vitória de King Kong, agora o novo campeão dos médios do SFT.

“Eu sou responsável pela parte de Muay Thai do Irwing. Ele estava vindo de nocaute na última luta, mas esse duelo aconteceu há mais de um ano, e ele comprou uma academia, começou a exercer mais o lado empresarial, com aulas e tudo mais. No início desse ano, eu dei uma chamada nele, falando para ele agilizar os treinos, e já tinha programado algo para ele em uma outra organização, para o Irwing lutar em março, algo assim. Na quinta, ele me ligou às 17h40, dizendo que tinha aparecido uma luta para ele, que a bolsa era boa, só que o problema era que a luta seria na categoria de cima, daí eu falei que não era necessário, que não precisaria ele se arriscar, que já tínhamos algo programado. Perguntei quando era luta, ele disse que já era no sábado, daí eu perguntei se ele tava maluco (risos). Ele disse que estava querendo de sair na mão, precisando da grana, que era disputa de cinturão, com transmissão ao vivo na Band. Conversamos entre os treinadores, aceitamos e ele ainda tinha que perder 5kg para bater o peso da categoria de cima, ele estava um pouco pesado, pelo tempo sem competir. Fomos lá e estragamos a festa dos caras, mostramos o nosso Muay Thai mais afiado, montamos uma estratégia e deu tudo certo. Voltamos com o título e entramos no radar”, disse Daniel Abdul. No córner de King Kong, ainda estava o treinador Wagner Galeto, responsável pelo Jiu-Jitsu.

Wanderley Mexicano leva título dos galos 

No co-main event, Wanderley Mexicano e Humberto Martins travaram uma dura disputa, que durou intensos 25 minutos. Paulista de Santo André, Wanderley se mostrou superior durante os cinco rounds e, com uma boa estratégia, saiu vencedor por decisão unânime dos jurados, conquistando o título dos galos.

Do Bronx vence em superluta de Jiu-Jitsu 

Quem também entrou em ação e levou o público ao delírio no Clube Atlético Juventus foi Charles do Bronx. Recordista em número de finalizações no UFC, o paulista fez uma superluta de Jiu-Jitsu diante do também faixa-preta Lucas Barros e mostrou-se superior durante todo o confronto. Por cima durante a luta, Charles foi buscando posições e variações visando finalizar o adversário e, embora não tenha conseguido a submissão, saiu vencedor por pontos, fazendo a alegria dos fãs presentes com mais uma ótima atuação.

Outros destaques agitam card do SFT 20

O card contou ainda com outras lutas de alto nível. Felipe Douglas e Julio Xaropinho saíram vencedores, enquanto Fabio Gasolina, Reginaldo Geraldo e Lucas Souza brilharam com belas finalizações sobre seus respectivos adversários. No card do SFT Xtreme, Fernando Willians, Natan Fiorentino e Ruthe Ravena superaram seus rivais, e no card SemiPro, Antonio Atalicio, Mosquetinho e Wagner Carvalho levaram.

RESULTADOS COMPLETOS: 

SFT 20
Clube Atlético Juventus, em São Paulo  (SP)

Sábado, 25 de janeiro de 2020

Card principal
Irwing King Kong derrotou Renê Soldado por nocaute técnico no 5R
Wanderley Mexicano derrotou Humberto Martins por decisão unânime dos jurados
Felipe Douglas derrotou Estabili Amato por decisão unânime dos jurados
Julio Xaropinho derrotou Thiago Samurai por decisão dividida dos jurados

Superluta de Jiu-Jitsu
Charles do Bronx derrotou Lucas Barros por pontos

Card preliminar
Fabio Gasolina derrotou Klebio Ramos por finalização no 1R
Reginaldo Geraldo derrotou Julio Cesar por finalização no 2R
Lucas Souza derrotou Gabriel Souza por finalização no 1R

SFT Xtreme Kickboxing
Fernando Willians derrotou Vinicius Scarface por decisão dividida
Natan Fiorentino derrotou Jonas Carvalho por decisão unânime
Ruthe Ravena derrotou Edina Silva

SemiPro
Antonio Atalicio derrotou Alexandre Fernandes por decisão unânime dos jurados
Matias Mosquetinho derrotou Jonathan Caveirinha por decisão unânime dos jurados
Wagner Carvalho derrotou Victor Rodrigues por decisão unânime dos jurados

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade