Junior Cigano e Rafael dos Anjos são derrotados nas lutas principais do UFC Raleigh; Herbert Burns ‘salva’ o Brasil

Publicado em 26/01/2020 por: Yago Redua
Junior Cigano e Rafael dos Anjos são derrotados nas lutas principais do UFC Raleigh; Herbert Burns ‘salva’ o Brasil Blaydes conseguiu nocautear Cigano no segundo round do main event do UFC Raleigh (Foto: Reprodução)

publicidade

No segundo evento do Ultimate em 2020, o Brasil tinha dois protagonistas no UFC Raleigh, em Carolina do Norte (EUA), na noite deste sábado (25). Na luta principal, Curtis Blaydes mostrou que vive grande fase na carreira e nocauteou o ex-campeão Junior Cigano no segundo round. No co-main event, Rafael dos Anjos foi superado por Michael Chiesa em um duelo animado pela categoria dos meio-médios. Essa é a terceira vitória seguida do norte-americano, enquanto o brasileiro conhece o segundo revés seguido.

Já no card preliminar o Brasil teve 50% de aproveitamento. Na abertura do evento, Herbert Burns estreou na organização com um belo nocaute sobre Nate Landatwehr, enquanto Felipe Cabocão mostrou muita garra, mas acabou sendo superado por Montel Jackson.

Blaydes nocauteia Cigano e pede title shot

Ainda no primeiro minuto de luta, Curtis Blaydes tentou derrubar Junior Cigano, mas o brasileiro evitou. O confronto seguiu equilibrado durante o assalto inicial. O norte-americano buscou mais o ataque, enquanto o ex-campeão se defendia e tentava os contra-golpes.

Já no segundo assalto, Blaydes foi para cima e acertou um cruzado de direita no queixo do brasileiro, que acusou o golpe. Na sequência, o norte-americano acelerou, conectou mais golpes e forçou o árbitro Dan Miragliotta a interromper e decretar o nocaute técnico. Embalado com três vitórias seguidas, “Razor” pediu a chance de lutar pelo título no peso-pesado. Já Cigano conhece o segundo revés seguido.

Chiesa leva a melhor e supera Dos Anjos

O início do combate foi marcado por estudo na luta em pé, mas logo Michael Chiesa levou para o chão, pegou as costas de Rafael dos Anjos e encaixou um estrangulamento, que foi defendido. Com técnica, o ex-campeão saiu da situação desfavorável, levantou e ainda trabalhou alguns golpes no clinch.

Por ser menor, Rafael mantinha a distância e aplicava low kicks. Já Chiesa colocava golpes andando para frente e entrava no double leg. Nesses momentos, o brasileiro aproveitava para colocar golpes de encontro e acertar o oponente. No último e derradeiro assalto, o norte-americano voltou a levar a luta para o chão. O duelo virou uma disputa de grappling com direito a socos e cotoveladas.

Por decisão unânime, Chiesa garantiu a vitória e pediu para lutar com Colby Covington em julho deste ano. Já Dos Anjos conhece a quarta derrota nas últimas cinco lutas.

Perez e Hill brilham no card principal 

Com uma atuação segura, Alex Perez encaixou o katagatame e, com calma, foi ajustando a posição até finalizar Jordan Espinosa ainda no round inicial. Esse é o segundo triunfo seguido do peso-mosca no Ultimate. Já a peso-palha Angela Hill mostrou toda a sua técnica para nocautear Hannah Cifers no ground and pound, na reta final do segundo assalto. Com o resultado, “Overkill” engata a segunda vitória seguida no UFC. Na abertura do card principal, Jamahal Hill teve domínio maior das ações da luta e derrotou Darko Stosic por decisão unânime.


Cabocão mostra garra, mas é derrotado

No primeiro round, Montel Jackson imprimiu o seu jogo de Wrestling, sufocou Felipe Cabocão na maior parte do tempo e já nos minutos finais iniciou uma blitz – tendo desferido 36 golpes na cabeça do ex-campeão do Jungle Fight. O enredo do segundo round foi exatamente o mesmo, com o norte-americano impondo a luta agarrada e usando o último minuto para conectar golpes. Contudo, neste assalto, o amapaense usou melhor o Jiu-Jitsu e encaixou algumas posições.

No último round, os dois lutadores apresentaram desgaste físico. Montel seguiu, na medida do possível, impondo o seu jogo e controlando o combate. Já Cabocão procurava uma finalização e terminou o duelo com uma guilhotina encaixada. No fim, “Quick” venceu por decisão unânime e chegou ao terceiro triunfo seguido no UFC, enquanto Felipe conhece o segundo revés em três lutas dentro da organização.


Burns estreia no UFC com nocaute brutal

Com uma boa queda logo no primeiro minuto, Herbert Burns chegou a encaixar um triângulo de mão em Nate Landatwehr que, de forma aguerrida, se defendeu. Na sequência, o brasileiro acertou uma joelhada contundente e ainda conferiu mais alguns golpes para sacramentar a expressiva vitória. Essa é a primeira luta “The Blaze” no Ultimate e, ainda no octógono, ele pediu para lutar em alguns dos card da organização no Brasil neste primeiro semestre.


Outros destaques do card preliminar

Para fechar o card preliminar, Bevon Lewis foi estratégico e venceu Dequan Townsend por decisão unânime. Com o resultado, o lutador se recupera da sequência de duas derrotas seguidas. O britânico Arnold Allen bateu o experiente Nik Lentz através da decisão dos jurados e chegou a importante marca de sete vitórias seguidas no peso-pena da franquia. Em confronto morno, que recebeu vaias do público na Carolina do Norte, Justine Kish superou Lucie Pudilova por decisão unânime. Após dominar os três rounds, Sara McMann derrotou Lina Lansberg em duelo válido no peso-galo. Na segunda luta do evento, Brett Johns finalizou Tony Gravely com um mata-leão no terceiro round. O galês se recupera após duas derrotas seguidas, enquanto o norte-americano estreia com revés na franquia.

RESULTADOS COMPLETOS: 

UFC Fight Night 166
Raleigh, na Carolina do Norte (EUA)

Sábado, 25 de janeiro de 2020

Card principal
Curtis Blaydes derrotou Junior Cigano por nocaute técnico no 2R
Michael Chiesa derrotou Rafael dos Anjos por decisão unânime dos jurados
Alex Perez finalizou Jordan Espinosa com um katagatame no 1R
Angela Hill derrotou Hannah Cifers por nocaute técnico no 2R
Jamahal Hill derrotou Darko Stosic por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Bevon Lewis derrotou Dequan Townsend por decisão unânime dos jurados
Arnold Allen derrotou Nik Lentz por decisão unânime dos jurados
Justine Kish derrotou Lucie Pudilova por decisão unânime dos jurados
Montel Jackson derrotou Felipe Cabocão por decisão unânime dos jurados
Sara McMann derrotou Lina Lansberg por decisão unânime dos jurados
Brett Johns finalizou Tony Gravely com um mata-leão no 3R
Herbert Burns derrotou Nate Landatwehr por nocaute no 1R

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade