Preparador físico da American Top Team celebra 2019 vitorioso e projeta ainda mais conquistas em 2020; confira

Publicado em 10/01/2020 por: Mateus Machado
Preparador físico da American Top Team celebra 2019 vitorioso e projeta ainda mais conquistas em 2020; confira Everton Oliveira é preparador físico da American Top Team desde 2012 (Foto: arquivo pessoal)

publicidade

O ano de 2019 acabou, e Everton Oliveira tem motivos de sobra para comemorar. Profissional da equipe American Top Team, o preparador físico conquistou com seus atletas importantes vitórias ao longo da última temporada, incluindo a manutenção dos dois cinturões do UFC de Amanda Nunes e o novo título de Natan Schulte na PFL.

Natural de Curitiba, no Paraná, Everton é responsável pelo condicionamento físico de dezenas de lutadores da ATT, equipe que defende desde 2012. Até hoje, são mais de 70 atletas sob seu comando, mais de 200 lutas profissionais e 12 lutas de título só pelo UFC.

“Estou muito feliz por tudo que aconteceu profissionalmente em 2019. Junto com a equipe American Top Team, conseguimos grandes feitos, vitórias marcantes, e tudo isso fez com que o ano se tornasse especial para mim”, comemora o profissional.

O último mês de 2019 foi intenso para Everton e seus atletas. No dia 14, pelo UFC 245, Amanda Nunes derrotou Germaine de Randamie e manteve seu reinado na categoria peso-galo. A brasileira teve o braço erguido após lutar por cinco rounds, fato que não acontecia com a campeã desde 2017.

Ter a campeã em ação em alto nível por 25 minutos comprova o sucesso da parceria entre Everton e Amanda, trabalho desenvolvido desde 2014 e por 10 lutas. “Foi ótimo ter a Amanda lutando por cinco rounds. Ela é arrasadora, resolve a maioria das lutas de maneira agressiva, inteligente e rápida, mas desta vez ela provou também estar com o preparo físico pronto para qualquer tipo de luta que aconteça”, avisa o brasileiro.

Everton Oliveira ainda comemorou mais um título em dezembro, e no último dia do mês, fechando 2019 da melhor maneira possível. Natan Schulte despachou Loik Radzhabov por pontos para conquistar o bicampeonato do GP dos leves do evento norte-americano PFL.

Com o catarinense, Everton trabalha desde junho de 2017, pouco antes da arrancada arrasadora de Natan no cage do PFL. Desde então, o bicampeão enfileirou adversários e faturou o acirrado torneio do evento em 2018 e 2019.

“O Natan é um lutador incrível, que trabalha e se dedica muito nos treinamentos, e não é por acaso que tem feito história no PFL. O trabalho que desenvolvo com ele me enche de orgulho porque, em suas recentes competições, por duas vezes ele fez duas lutas na mesma noite, o que requer um condicionamento físico de excelência. Em ambas ocasiões, saímos vitoriosos”, conta empolgado.

Ainda em dezembro do último ano, Everton teve sua primeira luta trabalhando com Marlon Moraes, atual número 1 do ranking do peso-galo do UFC. Logo na estreia, uma pedreira chamada José Aldo. Por três rounds eles duelaram de maneira intensa, e o resultado positivo para Marlon coroou o trabalho com o preparador.

Expectativa de novas conquistas em 2020

Se 2019 foi um ótimo ano para Everton Oliveira e seus atletas, o profissional espera que 2020 seja ainda melhor. Além das manutenções dos títulos dos campeões com quem trabalha, ele confia em novas conquistas e no crescimento profissional de muitos de seus comandados.

Após se apresentar muito bem diante do campeão Jon Jones, em duelo que exigiu o máximo da parte física de ambos, Thiago Marreta é uma das principais apostas dos fãs brasileiros para título no UFC. Everton acredita que o número 1 do ranking peso-meio-pesado retorne em breve ao octógono.

“Nós ficamos muito orgulhosos do que o Marreta apresentou ao mundo na luta contra o Jon Jones. Foi surpresa para muitos, mas não para quem convive com ele. Tínhamos total confiança que era possível ele destronar o campeão, mas não foi possível deste vez. Esperamos que ele tenha uma nova chance ao título em 2020, assim como o Marlon Moraes”, explica.

Everton Oliveira também crê na evolução em 2020 de nomes como Jussier Formiga e Alexandre Pantoja (números 2 e 4 do ranking peso-mosca do UFC, respectivamente), além de Amanda Ribas, 15ª entre as melhores do peso-palha. Neste ano também, o campeão peso-mosca do ONE Championship, Adriano Moraes, colocará seu título em jogo.

“A American Top Team é a maior equipe de MMA do mundo, tem um time muito forte de atletas, e todo ano nos reserva muitos desafios. Estou muito empolgado por tudo que estar por vir em 2020, e tenho certeza que ao final da temporada o resultado será novamente de excelência”, projeta.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade