Após Covington afirmar que foi ‘roubado’ por Goddard no UFC 245, árbitro diz: ‘Ele estava sendo espancado’

Publicado em 18/02/2020 por: Yago Redua
Após Covington afirmar que foi ‘roubado’ por Goddard no UFC 245, árbitro diz: ‘Ele estava sendo espancado’ Marc Goddard, árbitro de Usman e Colby no UFC 245, rebateu as declarações do norte-americano (Foto reprodução)

publicidade

O último grande evento do UFC em 2019 acabou com polêmica na luta principal entre o campeão Kamaru Usman e Colby Covington. O norte-americano, que perdeu por nocaute técnico no quinto e decisivo round, afirmou que foi “roubado” e disparou contra o árbitro do combate, o experiente Marc Goddard, o acusando de manipulação de resultado.

Após esperar a poeira abaixar, Goddard resolveu se manifestar sobre as fortes declarações de “Chaos” e deu sua versão em entrevista ao podcast “LISTEN!”. O árbitro, que revelou ter recebido ameaças de morte, contou que sempre pede aos lutadores que provem que estão na luta de uma forma que a defesa esteja sendo executada com inteligência e que o desejo era de não parar combate.

“Essa luta durou 24 minutos. Ele (Covington) estava sendo espancado e espancado (no último round). Algum jurado deu 2-2 (nos pontos). Essa foi uma luta competitiva. As primeiras quatro rodadas foram competitivas e a quinta rodada também começou assim”, disse Goddard, que seguiu:

“Eu sei que ele estava machucado. E é por isso que você vê quando ele é derrubado, eu corro, vejo ele reagindo, eu recuo. O segundo knockdown, fecho a distância, ele reage, eu recuo. É aqui que as coisas se estreitam para mim. Eu tenho que fazer uma escolha, de uma maneira ou de outra. Eu poderia ter me afastado e deixado continuar? Sim. Eu deveria ter deixado? É essa é a narrativa aqui. Eu deveria ter (feito isso)? E é esse o argumento que faço quando estou avaliando o que está acontecendo, avaliando a posição em que ele está, os dois knockdowns e o fato dele estar sendo atingido”, comentou o árbitro que tem mais de 20 anos de experiência na área.

Goddard frisou que o papel do árbitro em uma luta é proteger a integridade física do atletas. Poucas horas após a luta, a imprensa norte-americana revelou que Covington tinha quebrado a mandíbula. No entanto, o ex-campeão interino dos meio-médios negou posteriormente que isso tenha acontecido.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade