Covington revela ‘simulação’ de Usman em luta e culpa árbitro por derrota no UFC 245: ‘Eu estava ganhando’

Publicado em 04/02/2020 por: Mateus Machado
Covington revela ‘simulação’ de Usman em luta e culpa árbitro por derrota no UFC 245: ‘Eu estava ganhando’ Colby Covington falou sobre a derrota para Kamaru Usman no UFC 245 (Foto reprodução YouTube / UFC)

publicidade

Derrotado por Kamaru Usman ainda em dezembro, quando foi nocauteado no quinto round de luta, válida pelo UFC 245, Colby Covington demorou, mas, enfim, se pronunciou sobre o revés. O americano, que vinha de sete vitórias consecutivas, não deixou de provocar o nigeriano, atual campeão meio-médio do Ultimate, no entanto, direcionou críticas a Marc Goddard, árbitro central do confronto, a quem apontou erros, citando as interrupções feitas por ele após golpes ilegais aplicados.

“No segundo round, eu levei um castigo. ‘Ok, bom trabalho, deixe-me falar que foi um golpe no saco’. O cara (Usman) foi atingido no fígado e estava prestes a se dobrar como uma cadeira de jardim. Depois, do nada, ele quer falar que foi um golpe no saco? Isso foi a penalidade mais falsa que você já ouviu em toda a história das lutas. No terceiro round, ‘Marty Fakenewsman’ (Usman) leva uma dedada no olho esquerdo. Ele estava segurando o olho direito. Ele estava vendendo (a lesão) para o médico: ‘Oh, meu olho direito, meu olho direito’. Cara, você foi cutucado no olho esquerdo. O que você está fazendo? Você é mais falso do que a mentira. É por isso que você é o ‘Marty Fakenewsman’. Você está dando falsas desculpas. Nós vamos para o quarto round e eu sou cutucado (no olho) por ‘Marty Fakenewsman’? Marc Goddard olha para mim (e diz): ‘Sem mais interrupções. Vocês continuem lutando. Sem interrupção. Não vou parar isso’. Então, ele vê uma falta clara onde eu levo uma dedada e nada faz”, disparou Covington, em entrevista à ESPN americana.

Colby foi além e ainda citou o derradeiro quinto round do confronto, no qual ele acabou sendo nocauteado por Usman. O americano questionou a interrupção feita pelo árbitro faltando menos de um minuto para o fim do combate, e por fim afirmou que os golpes que recebeu na nuca foram ilegais.

“Vamos falar sobre o quinto round. Eu estava chutando o traseiro dele novamente. Eu ganhei a luta inteira. A luta era minha. (…) Aí, de repente, eu escorrego em uma casca de banana e estou sendo golpeado na parte de trás da minha cabeça. Marc Goddard está vendo isso em frente ao seu rosto. Eu estava sendo acertado na parte de trás da cabeça. Vá olhar o vídeo do quinto round. Eu levei quatro golpes na nuca. Estou completamente coerente e cubro a parte de trás da minha cabeça. Quando eu cubro a nuca, ele acaba a luta. Eu levanto imediatamente e protesto: ‘O que você está fazendo? Por que está acabando a luta? Estava ganhando a luta inteira. Tem menos de um minuto restando na luta e você vê uma falta em frente à sua cara e você não marca. Aí, quando você não vê a falta, dá tempo a ele e joga um bote para ele em um rio quando ele estava se afogando’. É por isso que ele é chamado de ‘Marc Not-so-Goddard'”, encerrou o falastrão.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade