Em ‘batalha’ de cinco rounds, Dan Hooker vence Paul Felder no UFC Auckland; Pezão e Pedrita nocauteiam

Publicado em 23/02/2020 por: Mateus Machado
Em ‘batalha’ de cinco rounds, Dan Hooker vence Paul Felder no UFC Auckland; Pezão e Pedrita nocauteiam Dan Hooker foi declarado vencedor sobre Paul Felder na decisão dividida (Foto: Reprodução/Twitter)

publicidade

Realizado no último sábado (22), na Nova Zelândia, o UFC Auckland teve uma luta principal com cinco rounds de altíssimo nível entre Paul Felder e Dan Hooker. Fazendo a alegria do torcedor local, o neozelandês Hooker saiu vencedor por decisão dividida dos jurados. No co-main event, o australiano Jim Crute teve grande atuação e finalizou Michal Oleksiejczuk no primeiro round de confronto.

Entre os brasileiros, 100% de aproveitamento. Abrindo o evento, Priscila “Pedrita” nocauteou Shana Dobson em apenas 40 segundos de luta e venceu sua primeira luta na organização. No card principal, Marcos “Pezão” também deu show e, também no primeiro assalto, nocauteou o australiano Ben Sosoli, voltando a vencer pelo Ultimate.

Hooker vence Felder e leva os torcedores ao delírio

Após um começo estudado entre os lutadores, Paul Felder começou a controlar o centro do cage aos poucos, enquanto Dan Hooker apostava nos chutes. Em um dos seus ataques, o americano conectou um bom golpe de esquerda, que balançou o neozelandês, seguidas de boas ações de Felder, levando-o a ter clara vantagem no primeiro round. No segundo assalto, Paul seguia melhor na trocação e, por conta disso, Hooker buscou a luta agarrada, mas sem sucesso. No fim da parcial, ambos voltaram à trocação franca, levantando o público presente, que viu Dan Hooker igualar as ações.

No terceiro round, Paul Felder voltou a aumentar seu ritmo na luta em pé e colocou boas combinações de jab’s e diretos, além de chutes baixos. Na reta final, Hooker cresceu de produção, desferiu bons golpes e manteve a disputa equilibrada. Na quarta parcial, o americano voltou a combinar bons jab’s e diretos, com alguns pegando em cheio no rosto do adversário. Percebendo que estava em clara desvantagem, Hooker voltou para a estratégia da luta agarrada, mas novamente não foi contundente.

No quinto e último assalto, os atletas foram mais uma vez para a trocação franca, desta vez com mais equilíbrio, já que Hooker voltou a crescer no combate. Na reta final, o americano voltou a atacar com bons diretos, e finalmente Hooker conseguiu derrubá-lo, levando o torcedor local ao delírio, mantendo-se assim até os últimos segundos. No fim, após cinco rounds de uma grande luta, Dan Hooker, atleta da casa, saiu vencedor por decisão dividida, fazendo a festa dos neozelandeses. Ainda no cage, aos 34 anos, Paul Felder anunciou sua aposentadoria do MMA, com 17 vitórias e cinco derrotas.

Australiano dá show e finaliza oponente

Com apenas 23 anos, o jovem Jim Crute mostrou que pode ser mais um nome da nova geração de bons lutadores na categoria meio-pesado. Com uma atuação dominante desde os primeiros segundos de luta, o australiano não deu chances a Michal Oleksiejczuk e finalizou o polonês ainda no primeiro round, após aplicar uma bela Kimura. Com isso, Crute se recupera do revés para Misha Cirkunov e vence sua terceira luta na franquia.

Marcos Pezão nocauteia no primeiro round

A luta começou de maneira espetacular, com Marcos “Pezão” e Ben Sosoli partindo para a trocação franca desde os primeiros segundos, com leve vantagem para o brasileiro. Confiante e com golpes rápidos, o paulista não demorou para definir a luta e, após conectar um cruzado de direita, derrubou o australiano, que recebeu mais um golpe de esquerda antes do árbitro intervir. Com isso, Pezão volta a vencer na organização após ser derrotado por Stefan Struve em sua última luta.

Destaques do card preliminar

Ao todo, o card preliminar contou com quatro nocautes. Destes, além de Priscila Pedrita, destaques para o russo Zubaira Tukhugov e Kenan Song, que assim como a brasileira, derrotaram seus adversários, Kevin Aguilar e Callan Potter, por nocaute no primeiro assalto. Quem também merece ressalva é o casca-grossa Jalin Turner, que teve atuação dominante sobre Josh Culibao e saiu com o triunfo por nocaute técnico no segundo round de luta.

Pedrita dá show e nocauteia em 40 segundos

Priscila “Pedrita” e Shana Dobson começaram o duelo de forma insana, partindo para a trocação franca. As duas lutadores passaram a trocar golpes, e nisso, quem levou a melhor foi a brasileira, que conseguiu a aproximação e, num golpe de encontro, aplicou um belo uppercut, que pegou em cheio no queixo da americana, já caindo seminocauteada. Ao árbitro central, só restou interromper o combate, decretando o triunfo de Priscila em apenas 40 segundos. É a primeira vitória da carioca pelo Ultimate após amargar três derrotas consecutivas.

Priscila Pedrita nocauteou Shana Dobson em 40 segundos (Foto: Reprodução/Twitter)

RESULTADOS COMPLETO: 

UFC Fight Night 168
Sábado, 22 de fevereiro de 2020
Auckland, na Nova Zelândia 

Card principal 
Dan Hooker derrotou Paul Felder por decisão dividida dos jurados
Jim Crute finalizou Michal Oleksiejczuk com uma Kimura no 1R
Yan Xiaonan derrotou Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime dos jurados
Marcos Pezão derrotou Ben Sosoli por nocaute no 1R
Brad Riddell derrotou Magomed Mustafaev por decisão dividida dos jurados

Card preliminar
Zubaira Tukhugov derrotou Kevin Aguilar por nocaute técnico no 1R
Jalin Turner derrotou Josh Culibao por nocaute técnico no 2R
Jake Matthews derrotou Emil Meek por decisão unânime dos jurados
Kenan Song derrotou Callan Potter por nocaute no 1R
Kai Kara France derrotou Tyson Nam por decisão unânime dos jurados
Angela Hill derrotou Loma Lookboonmee por decisão unânime dos jurados
Priscila Pedrita derrotou Shana Dobson por nocaute no 1R

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade