Ex-UFC e campeão do Taura, Rick Monstro fala sobre trabalho na Team Nogueira em São Paulo: ‘Estamos crescendo’

Publicado em 20/02/2020 por: Yago Redua
Ex-UFC e campeão do Taura, Rick Monstro fala sobre trabalho na Team Nogueira em São Paulo: ‘Estamos crescendo’ Rick Monstro contou um pouco sobre o trabalho a frente da Team Nogueira em São Paulo (Foto: Divulgação)

publicidade

O peso-pesado Richardson Moreira, mais conhecido no MMA como Rick Monstro, é uma espécie de braço direito dos irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotauro. Atualmente, ele lidera a franquia da Team Nogueira em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, onde tem revelado novos talentos. O lutador, que teve uma passagem pelo UFC entre 2014 e 2015, também retomou a sua carreira de lutador, interrompida em 2015.

O retorno aconteceu em julho de 2019, quando Rick conquistou o cinturão peso-pesado do Taura MMA. Para se manter em alto nível e dar todo o suporte para os seus atletas, o paulista de 35 anos mantém contato direto com a matriz da Team Nogueira, no Rio de Janeiro, e detalhou como funciona a parceria.

“Estamos fazendo o nosso camp aqui e contamos com a ajuda da matriz da Team Nogueira. O Renan “Problema” veio para me ajudar, estou aqui com o Rubinho Dórea, irmão do Luiz Dórea, estava conversando com o Rogério (Minotauro) pra ele vir também nos dar um suporte… Mas diversos atletas estão vindo aqui para nos ajudar. Temos essa parceria bem legal com a matriz e por aqui estamos crescendo e expandido o nosso trabalho”, disse Rick Monstro.

Um dos destaques da equipe é o jovem Alan Gomes. Aos 25 anos ele já possui um cartel com 14 lutas, sendo 12 vitórias, duas derrotas e um empate. O peso-mosca, que está com luta marcada para o dia 3 de abril no ACA (Absolute Championship Akhmat), na Rússia, é uma das grandes apostas da equipe.

“O Alan é um dos prospectos do Brasil, vem de uma sequência boa de vitórias em cima de atletas da Rússia, e vai lutar novamente contra um russo. O oponente dele, inclusive, já disputou o cinturão, então será uma luta muito boa para o Alan. E tenho certeza que essa luta vai abrir muitas portas pra ele”, analisou Rick.

Além de Alan, Rick já tem luta marcada no Taura no dia 15 de março, quando defenderá o cinturão dos pesados contra Marcos Brigagão. A luta ainda pode ser transferida para julho, quando o Taura pretende fazer uma edição nos Estados Unidos. No entanto, Rick está se preparando forte para estar preparado para o dia 15.

“Talvez essa luta ocorra nos Estados Unidos. O Taura vai fazer uma edição lá, talvez em julho, e pode ser que essa luta ocorra lá. O presidente do evento ainda vai dar um parecer sobre essa possibilidade. Mas meu camp está muito forte. Como eu disse, o Renan “Problema” está aqui e ele é um dos melhores pesos-pesados do Brasil. Um cara muito alto, com 2,05 metros de altura, 2,10 metros de envergadura e 115kg. Ele está me ajudando muito. Os treinos estão muito fortes e eu estou me puxando muito. O Alan está contando com ajuda do Tyron (Pedro) e o Rafinha (Montouro), que são de Marília e acabaram de vencer suas respectivas lutas no Jungle Fight. Eles estão vindo pra cá ajudar, junto com o professor deles, o Rodrigo Seabra, para ajudar o Alan. Estamos fazendo um trabalho muito forte aqui e sempre buscando estar em sintonia com a matriz”, concluiu.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade