Pelim e Kuwabara fazem dobradinha no Aberto de Sófia, na Bulgária; Larissa Pimenta leva o bronze em Portugal

Publicado em 02/02/2020 por: Yago Redua
Pelim e Kuwabara fazem dobradinha no Aberto de Sófia, na Bulgária; Larissa Pimenta leva o bronze em Portugal Seleção Brasileira de Judô conquistou três medalhas no sábado (1) em Abertos na Europa (Foto: Divulgação)

publicidade

Uma semana após as cinco medalhas no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel, o Judô brasileiro manteve o bom rendimento e voltou a ter atletas no pódio neste sábado (1), nos Abertos Europeus. Em Sófia, Bulgária, os ligeiros fizeram dobradinha, com Phelipe Pelim campeão e Allan Kuwabara em terceiro. Mesma posição de Larissa Pimenta em Odivelas, Portugal, que garantiu a primeira medalha da seleção feminina do Brasil em 2020.

Estreando no Circuito Mundial neste ano, Pelim aproveitou bem a oportunidade de somar 100 pontos no ranking mundial classificatório para os Jogos de Tóquio 2020. Nas preliminares, ele venceu Dilshot Khalmatov (UKR), Maxime Merlin (FRA), Ramazan Abdulaev (RUS) e Cedric Revol (FRA), todos por ippon, até chegar à final. Na decisão pelo ouro, o brasileiro encaixou um belo golpe no Azeri Oruj Valizada que lhe rendeu um waza-ari no golden score e a medalha de ouro.

“Estou muito feliz, porque esse é um ano muito importante, um ano olímpico. Pude começar de uma forma muito boa, subindo no pódio e ouvindo nosso hino tocar. Agora, a gente vai para o Grand Slam de Paris e minha ideia é manter esse rendimento, botando o Brasil no lugar mais alto do pódio”, projetou Pelim.

Na mesma categoria, Allan Kuwabara, campeão do Grand Slam de Brasília, também começou com vitórias, mas parou nas quartas para Valizada. A recuperação veio na repescagem, com vitória por ippon sobre Issam Bassou (MAR). O bronze saiu após vitória por waza-ari sobre Revol (FRA).

A terceira medalha do dia saiu de um confronto cem por cento brasileiro e muito equilibrado entre Sarah Menezes (52kg) e Larissa Pimenta (52kg). Após quatro minutos e dois shidos para cada lado, Pimenta conseguiu um waza-ari no tempo extra e ficou com a medalha.

Antes disso, Larissa havia vencido Tatiana Aiakina (RUS) e Aleksandra Kaleta (POL). Sua única derrota foi para a japonesa Rina Tatsukaya, que ficou com o título.

Samara Oliveira (63kg), Willian Lima (66kg), Marcelo Contini (73kg) e Michael Marcelino (73kg) pararam nas preliminares.

As duas competições continuam neste domingo, com mais brasileiros em ação. Danielle Karla Oliveira (70kg) e Beatriz Souza (+78kg) lutam em Portugal, enquanto Guilherme Schimidt (81kg) representa o Brasil na Bulgária.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade