Abu Dhabi Grand Slam Londres: campeões na faixa-preta encerram temporada 2019/2020 em grande estilo; resultados

Publicado em 09/03/2020 por: Diogo Santarém
Abu Dhabi Grand Slam Londres: campeões na faixa-preta encerram temporada 2019/2020 em grande estilo; resultados Grand Slam de Londres encerrou temporada 2019/2020 com disputas de alto nível (Foto Ane Nunes / AJP)

publicidade

A temporada 2019/2020 do Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu Tour ficará marcada na história da AJP. Após dez meses, seis cidades, milhares de lutas e competidores de todo o planeta, o grande final aconteceu no último final de semana (7 e 8), na Inglaterra, com o Grand Slam de Londres. Mais uma vez, a Copper Box Arena foi o lar de alguns dos melhores competidores do mundo, que durante dois dias, esbanjaram técnica e disposição nos tatames.

Os principais destaques, como de costume, vieram das disputas no adulto masculino faixa-preta e feminino faixas-marrom/preta, com 12 campeões consagrados em território inglês. Confira um resumo abaixo:

> MASCULINO ADULTO FAIXA-PRETA

56kg: Cada finalista lutou uma vez para chegar na disputa pela medalha de ouro. Lucas Feitosa finalizou Frederico Guimarães com um estrangulamento, enquanto Francisco Jonas Andrade, também por finalização, passou por Kalel Santos. Na finalíssima, Jonas impôs seu jogo de guarda e finalizou Feitosa no triângulo.

Pódio
1º – Francisco Jonas Andrade (Brasil)
2º – Lucas Feitosa (Brasil)
3º – Kalel Santos (Brasil)

62kg: Igor Terreco lutou duas vezes para alcançar a final. Ele bateu Gabriel Frenham por 11 a 7 e depois venceu Alexis Alduncin por decisão dos árbitros após empate. Já Diego Pato finalizou Hiago George na semi. O título foi decidido em 6 a 4 para Pato, que conseguiu controlar Terreco em batalha de raspagens.

Pódio
1º – Diego Pato (Brasil)
2º – Igor Terreco (Brasil)
3º – Hiago George (Brasil)

69kg: Gabriel Sousa construiu sua campanha com um triunfo por 1 a 0 sobre o francês Haidar Abbas e uma vantagem de 9 a 4 sobre Ali Monfaradi, do Bahrein. Do outro lado, Thiago Macedo também lutou duas vezes até a decisão. Ele finalizou Tyrone Elliot e superou Marcus Phelan por 5 a 1 na semifinal. No combate pelo ouro, depois de um empate em 0 a 0, os árbitros declararam vitória do casca-grossa Gabriel.

Pódio
1º – Gabriel Sousa (Brasil)
2º – Thiago Macedo (Brasil)
3º – Ali Monfaradi (Bahrein)

77kg: Na categoria mais movimentada do dia, Natan Chueng entrou em ação três vezes antes da final, passando por Adrian Kozicz, Larman Leon e Igor Verissimo. O sueco Max Lindblad, por sua vez, estreou com uma vitória por 8 a 0 sobre Alan Rodrigues, seguida por uma vantagem de 7 a 6 contra Diego Ramalho e 2 a 1 sobre Pedro Neto. No confronto do título, Lindblad teve trabalho, mas conseguiu segurar o placar de 3 a 2.

Pódio
1º – Max Lindblad (Suécia)
2º – Natan Chueng (Brasil)
3º – Diego Ramalho (Brasil)

85kg: O polonês Jakub Zajkowski chegou à final em três partidas. Ele bateu Bradley Hill por 2 a 1, depois foi agraciado com uma vitória por WO sobre Ruben Lemos e, nas semifinais, venceu o brasileiro Julio Junior por finalização. Do outro lado da tabela, Jamie Paxman estreou finalizando o espanhol Daniel de Souza e seguiu com uma vitória por 3 a 2 sobre Bruno Lima. Mostrando muita técnica na final, Jakub finalizou no triângulo.

Pódio
1º – Jakub Zajkowski (Polônia)
2º – Jamie Paxman (Reino Unido)
3º – Renato Cardoso (Brasil)

94kg: Com dois combates cada, Jackson Sousa e Adam Wardzinski garantiram seus lugares na disputa pela medalha de ouro. E a final entre os dois companheiros de equipe foi um assunto sério. Wardzinski conseguiu uma vantagem de 5 a 4 para manter seu posto como campeão recente da categoria de peso.

Pódio
1º – Adam Wardzisnki (Polônia)
2º – Jackson Sousa (Brasil)
3º – Santieri Lilius (Finlândia)

120kg: Uma partida para cada. Thiago Sá venceu Andrzej Iwat por desqualificação, enquanto o angolano Walter dos Santos superou Arya Esfandmaz por 2 a 0. A finalíssima teve um duro triunfo de Thiago por 3 a 2.

Pódio
1º – Thiago Sá (Brasil)
2º – Walter dos Santos (Brasil)
3º – Andrzej Iwat (Polônia)

Lutando em casa, Ffion foi um dos grandes destaques do evento (Foto Ane Nunes / AJP)

> FEMININO ADULTO FAIXAS-MARROM/PRETA

49kg: As finalistas lutaram uma vez para garantir suas vagas no duelo pela medalha de ouro. A argentina Eliana Carauni venceu a polonesa Martyna Iwat 5 a 1 e a brasileira Brenda Larissa superou a italiana Serena Gabrielli por 9 a 6. A decisão foi uma versão de Jiu-Jitsu de um verdadeiro “Superclássico Brasil x Argentina”. Brenda aproveitou a oportunidade que teve e, por 2 a 0, assegurou o título diante de Eliana.

Pódio
1º – Brenda Larissa (Brasil)
2º – Eliana Carauni (Argentina)
3º – Serena Gabrieli (Itália)

55kg: Ana Rodrigues estreou com uma vitória por 2 a 0 sobre Vanessa English e, na sequência, bateu Gabriela Fetcher por decisão dos árbitros, nas semifinais. Talita Alencar venceu pela primeira vez a francesa Helene Lo por incríveis 13 a 1 e depois passou por Rose Al Sharouni nas semis. Na disputa pelo ouro, em luta emocionante, Ana conseguiu marcar nos momentos finais para triunfar por 2 a 1 sobre a compatriota.

Pódio
1º – Ana Rodrigues (Brasil)
2º – Ana Talita Alencar (Brasil)
3º – Gabriela Fetcher (Itália)

62kg: A norueguesa Julia Maele venceu Carolina Carriello por 5 a 0 e a grega Zafeiria Panagiotarakou por 11 a 0. Do outro lado, Ffion Davies lutou uma vez e finalizou a americana Alexa Yanes com um mata-leão. Na luta pela medalha de ouro, Ffion tomou a iniciativa cedo para construir uma vantagem de 7 e 0 nos pontos.

Pódio
1º – Ffion Davies (Reino Unido)
2º – Julia Maele (Noruega)
3º – Zafeiria Panagiotarakou (Grécia)

70kg: Thamara Ferreira foi impiedosa. Embalada por bons resultados na temporada, a brasileira finalizou a portuguesa Gracie Ferla e a polonesa Weronika Rot para chegar à final. Sua adversária, Martina Gramenius, venceu Ingridd Sousa por decisão dos árbitros e Bruna Maciel por 2 a 0, pela semifinal. No duelo pelo título, tudo estava bem disputado – empate em 2 a 2 -, até que Thamara tirou um triângulo da cartola e finalizou.

Pódio
1º – Thamara Ferreira (Brasil)
2º – Martina Gramenius (Suécia)
3º – Bruna Maciel (Brasil)

95kg: Gabrieli Pessanha chegou à final com uma vitória por 3 a 1 sobre o Katiuscia Yasmir, enquanto Yara Nascimento bateu Claire-France Thevenon por 3 a 1 e finalizou Ane Svendsen. A finalíssima foi outro capítulo de uma rivalidade que se torna cada vez mais forte a cada encontro. Yara deu tudo de si, mas Gabi conseguiu sustentar o o placar em 4 a 3 e adicionar outra medalha de ouro à sua hegemonia na categoria.

Pódio
1º – Gabrieli Pessanha (Brasil)
2º – Yara Nascimento (Brasil)
3º – Barbara Bergbauer (Alemanha)

Para conferir todos os resultados do evento, clique aqui. O Abu Dhabi Grand Slam Tour agora retornará em junho, para o início da temporada 2020/2021. A primeira parada será em Moscou, na Rússia. Fique ligado!

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade