Coluna Treinamento Desportivo: os detalhes e efeitos dos exercícios com o ‘Kettlebell’; saiba mais e pratique

Publicado em 06/03/2020 por: Mateus Machado
Coluna Treinamento Desportivo: os detalhes e efeitos dos exercícios com o ‘Kettlebell’; saiba mais e pratique Atleta Cristiano “Soldado” Souza utilizando o Kettlebell durante treinamento (Foto divulgação)

publicidade

* Um implemento que é muito utilizado na Rússia para movimentos balísticos no treinamento desportivo e vem sendo difundido atualmente em outros lugares do mundo é o Kettlebell. Os primeiros treinamentos envolvendo o Kettlebell na Rússia ocorreram no ano de 1700, segundo pesquisa recente de Meigh e colaboradores em 2019. A particularidade na composição do Kettlebell e a distribuição das forças contidas nele e seus vetores de força durante execuções específicas fazem com que seu centro de gravidade promova ao executante movimentos balísticos que estimulem grupos musculares de praticamente todo o corpo.

Nesse artigo, convidamos os Doutores em Educação Física Fábio Vieira e Stéfane Dias, juntamente com outros escritores da coluna “Treinamento Desportivo” para falar sobre os detalhes do treino com Kettlebell.

A pesquisa realizada por Meigh et al., (2019) analisou 91 artigos científicos comprovando em seus estudos os resultados dos treinamentos com a utilização do Kettlebell na melhora da força máxima e força explosiva, além do aumento na performance nos levantamentos olímpicos e levantamentos de peso em geral. Ainda assim, o ganho aeróbio não fica de fora de todos esses benefícios; a demanda aeróbia é relevante, levando ao aumento no consumo de oxigênio e resultando assim na melhora da resistência.

Embora as adaptações neuromusculares ao treinamento sejam induzidas pelo sistema endócrino, o primeiro trabalho a analisar esses parâmetros foi realizado pelos autores Budnar Jr. et al., (2014) quando analisaram a resposta aguda de testosterona, GH, cortisol e comprovaram que a concentração desses indicadores aumenta consideravelmente após a execução dos exercícios com Kettlebell. Neste estudo foi analisada a execução do swing, que é um exercício específico no qual o executor balança o Kettlebell entre as pernas e o eleva em movimento contínuo até a altura dos olhos, mantendo o alinhamento neutro da coluna vertebral, sendo dependente dos músculos da cadeia posterior como motores primários.

Essa resposta hormonal aguda geralmente é encontrada após exercícios que envolvam grande quantidade de grupos musculares, muita massa muscular, dada à quantidade de fibras recrutadas para a execução do exercício, como o Kettlebell descreve movimentos balísticos que recrutam praticamente toda a musculatura corporal, independente da ação muscular (motor primário, secundário, estabilizador, etc), o que resulta numa nova adequação modular dos indicadores circulantes. É bom lembrar que a resposta aguda é aquela que ocorre imediatamente após a execução do estímulo, entretanto, a resposta crônica ao exercício com Kettlebell comprovou ser capaz de melhorar a força máxima e hipertrofia, além da resistência muscular e resistência aeróbia dada a sua demanda energética. Assim, para atletas ou praticantes de exercícios resistidos voltados para o fitness, o uso do Kettlebell pode ser um excelente aliado na performance.

Observação

Na pesquisa de Budnar Jr. Et al., (2014) foram realizadas 12 séries de 30 segundos do movimento swing com Kettlebell de 16kg, alternando com um período de 30 segundos de descanso. 

Caso esteja iniciando nesse tipo de treinamento, recomendamos começar com cargas mais baixas, variando entre 8-12kg com 2-4 séries de 30 segundos, podendo repetir esse trabalho 1-2 vezes na semana. Porém, é muito mais importante salientar que todo treinamento deve ser acompanhado por um profissional de Educação Física devidamente credenciado no Sistema CONFEF/CREF. 

 Referências:

Meigh, N. J., Keogh, J. W. L., Schram, B., & Hing, W. A. (2019). Kettlebell training in clinical practice: A scoping review. BMC Sports Science, Medicine & Rehabilitation, 11 doi:http://dx.doi.org/10.1186/s13102-019-0130-z

BUDNAR, JR.; DUPLANTY, A.A.; HILL, D. W.; McFARLIN, B.K.; VINGREN, J.L.; The Acute Hormonal Response To The Kettlebell Swing Exercise. Journal Of Strengh And Conditionin Research, Vol. 28, N° 10, October 2014. 

Colunistas:

Stéfane Dias: PhD em Treinamento Desportivo – Rússia e Professor da Keiser University – USA/ e-mail: mestraoatt@hotmail.com/ Instagram: https://www.instagram.com/dr.stefanedias/

Fábio Vieira: PhD em Ciências do Movimento Humano e Professor da Universidade Brasil e-mail: fabio.vieira@hotmail.com – Instagram: https://www.instagram.com/fabiosfvieira/

Diego Lacerda: Mestre em Treinamento Desportivo – Rússia – e-mail: diegocslacerda@gmail.com – Instagram: https://www.instagram.com/diegolacerdatkd/

Pavel Pashkin: Mestre em Treinamento Desportivo e Treinador Profissional de Sambo – Rússia – e-mail: fitsambo@yandex.ru – Instagram: https://www.instagram.com/pashkinpavel 

* Por Stéfane Dias

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade