Deiveson nocauteia Benavidez na luta principal do UFC Norfolk e fica sem cinturão; Dumont e Gabriel perdem

Publicado em 01/03/2020 por: Yago Redua
Deiveson nocauteia Benavidez na luta principal do UFC Norfolk e fica sem cinturão; Dumont e Gabriel perdem Deiveson conquistou uma bela vitória, mas ficou sem o cinturão dos moscas (Foto: Reprodução/Twitter/UFC)

publicidade

A noite de sábado (29) deveria ser perfeita para Deiveson Figueiredo. O brasileiro estrelou o card do UFC Norfolk, em Virgínia (EUA), e saiu com uma contundente vitória por nocaute sobre Joseph Benavidez no segundo round. No entanto, por não ter batido o peso da divisão dos moscas e ter estourado em 1,1kg, o paraense ficou inelegível para o cinturão. Ainda no cage, “Daico” se desculpou com os fãs e prometeu, um dia, faturar o título.

“Por favor, me perdoem por não ter batido o peso. Sempre fui profissional, mas dessa vez aconteceu. Eu vou bater o peso da próxima vez. Eu disse que daria um show para vocês, e eu dei um show. Você acredita que eu dei uma cabeçada nele? Eu sou de Marajó. Sou de Soure. Não estou aqui pelo cinturão, estou aqui para dar show para vocês. Hoje o cinturão não vai comigo, mas um dia ele irá”, disse o brasileiro.

Após iniciar o combate buscando golpes mais rápidos, Benavidez assistiu Deiveson implantar o seu jogo. O brasileiro derrubou, encaixou um triângulo invertido e, por pouco, não finalizou ainda no primeiro round. Já no segundo assalto, os lutadores começaram trocando golpes com velocidade. Neste momento, “Daico” acertou um direto de direita que nocauteou o americano. Esse é o terceiro triunfo do paraense.

Megan e Felicia vencem; “Leoa” aprova

O card deste sábado teve Felicia Spencer e Megan Anderson com o mesmo objetivo: title shot na divisão dos penas contra a double champ Amanda Nunes. As duas venceram com autoridade, receberam a aprovação da brasileira nas redes sociais e embolaram a cabeça da Dana White, presidente do Ultimate.

No co-main event, a canadense Spencer precisou de 3m37s para impor o seu jogo e vencer Zarah Fairn dos Santos por nocaute técnico. Já Megan recepcionou a brasileira Norma Dumont, que estreou no UFC. A australiana, também no round inicial, nocauteou a oponente. Amanda, no Twitter, elogiou as possíveis oponentes para o card do UFC 250, em São Paulo, no dia 9 de maio.


“Eu gostei de ambas as vencedoras hoje à noite. Agora depende do Dana White. Estou pronta para qualquer uma delas”, publicou a brasileira, que também ostenta o cinturão peso-galo.

Gabriel Silva é derrotado

Em busca de uma reabilitação dentro do UFC após começar a trajetória na franquia com derrota para Ray Borg, Gabriel Silva teve mais um desafio neste sábado, desta vez, contra Kyle Phillips. Durante os três rounds, o norte-americano conseguiu impor melhor a estratégia, dominou o carioca e saiu com o triunfo por decisão unânime no fechamento do card preliminar.

Lambança de árbitro e virada

Em um dos confrontos que prometia ser mais animado no UFC Norfolk, Ion Cutelaba e Magomed Ankalaev começaram entregando o que era prometido. Contudo, após uma troca de golpes, o árbitro Kevin MacDonald entendeu que Cutelaba estava nocauteado e encerrou o duelo. O moldavo e a torcida ficaram irritados. No cage, Ankalaev se colocou a disposição para uma revanche.

“Acho que eu o acertei e o machuquei, e o árbitro interrompeu a luta. É tudo o que eu sei. Não é o meu trabalho julgar o árbitro, mas eu o machuquei. Aceito uma revanche a qualquer momento”, disse o russo.


Assim como Deiveson, Grant Dawson não bateu o peso na sexta-feira. Já na luta, o atleta sofreu bastante pressão e quase não foi finalizado. Após se manter vivo na disputa, Dawson conquistou uma reviravolta e finalizou Darrick Minner com um mata-leão.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 169
Norfolk, na Virginia (EUA)
Sábado, 29 de fevereiro de 2020

Card principal
Deiveson Figueiredo derrotou Joseph Benavidez por nocaute no R2
Felicia Spencer derrotou Zarah Fairn dos Santos por nocaute técnico no R1
Magomed Ankalaev derrotou Ion Cutelaba por nocaute técnico no R1
Megan Anderson derrotou Norma Dumont por nocaute no R1
Grant Dawson finalizou Darrick Minner com um mata-leão no R2

Card preliminar
Kyler Phillips derrotou Gabriel Silva por decisão unânime dos jurados
Brendan Allen derrotou Tom Breese por nocaute técnico no R1
Marcin Tybura derrotou Serghei Spivac por decisão unânime dos jurados
Luis Peña derrotou Steve Garcia por decisão unânime dos jurados
Jordan Griffin finalizou TJ Brown com uma guilhotina no R2
Spike Carlyle derrotou Aalon Cruz por nocaute técnico no R1
Sean Brady derrotou Ismail Naurdiev por decisão unânime dos jurados

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade