Em meio à crise do coronavírus, Dana White rebate críticas e garante: ‘Nós vamos voltar antes de qualquer outro esporte’

Publicado em 23/03/2020 por: Mateus Machado
Em meio à crise do coronavírus, Dana White rebate críticas e garante: ‘Nós vamos voltar antes de qualquer outro esporte’ Presidente do UFC, Dana confirmou o cancelamento do UFC 249 e o adiamento das próximas edições (Foto: Reprodução/YouTube)

publicidade

Diante da pandemia do novo coronavírus, que forçou o cancelamento e adiamento de inúmeros eventos esportivos, inclusive do UFC – que precisou suspender três edições -, Dana White, presidente da organização, segue confiante de que vai conseguir realizar o UFC 249, marcado para o dia 18 de abril, com a disputa de cinturão entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson.

Ciente de que não poderá mais sediar o evento em Nova York (EUA), o mandatário tem plena confiança no que se refere a um retorno das edições da franquia em breve, e durante conversa com o campeão meio-médio da organização, Kamaru Usman, em transmissão de vídeo Instagram, Dana garantiu que a maior organização de MMA do mundo voltará às suas atividades antes de qualquer outro esporte.

“Esta é a realidade: nós vamos estar de volta e funcionando antes de qualquer outro esporte. Nosso esporte é diferente. Nós temos nossa própria arena aqui do lado (o UFC Apex). Então vamos cumprir todas as lutas para todos atletas este ano, fazer nosso trabalho”, disse o presidente, de acordo com o site MMA Junkie.

Entretanto, a missão de realizar uma edição do UFC promete não ser fácil, tendo em vista que os Estados Unidos implementaram uma série de medidas que impedem a realização de eventos com aglomeração de pessoas, além de restrições para entrada de estrangeiros que venham de países com casos de coronavírus, incluindo toda a Europa. Dana, todavia, não tocou nesse assunto, se concentrando em rebater membros da imprensa especializada que o criticaram por tentar manter eventos diante de uma pandemia.

“A mídia pode falar quanta me*** quiser. Eles não alimentam famílias. Eles não cuidam de pessoas. Não têm pessoas que contam com eles. Não têm pessoas para apoiar. Estamos fazendo a coisa certa quanto a exames médicos e tudo isso. É o que sempre fazemos. Não é nada de novo. Estamos fazendo essa me*** muito antes do coronavírus. Nós estamos cuidando das pessoas e garantindo que todos estejam saudáveis, e todo lutador que está comigo nessa estrada recebe atenção médica muito melhor do que quando estão em casa – quando estão comigo. Falei a todo nosso plantel: se você e seus entes queridos estiverem em qualquer situação ou algum problema, ligue para mim. Farei de tudo em meu poder para que cuidemos disso”, afirmou o presidente, que ainda completou em seu ataque à imprensa que cobre o Ultimate.

“Pense a respeito. Verifique online e olhe para alguns desses caras – e isso não é uma provocação, é um fato: as pessoas mais fracas e bananas na Terra cobrem o maior e mais forte esporte da Terra. O que você espera que eles digam? O que você acha que vão dizer? Eu tenho mais de 350 funcionários que trabalham para mim. Companhias multibilionárias estão demitindo todos os seus funcionários agora. Nós não demitimos ninguém no UFC. E todo lutador que luta pra mim vai lutar três vezes este ano. Nossa programação vai seguir. Todo mundo vai ser pago, nós vamos resolver isso, e vamos ser o primeiro esporte a voltar”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade