Luta entre Edwards e Woodley é cancelada e UFC busca novo adversário para o ex-campeão; Colby e Durinho se oferecem

Publicado em 16/03/2020 por: Mateus Machado
Luta entre Edwards e Woodley é cancelada e UFC busca novo adversário para o ex-campeão; Colby e Durinho se oferecem Leon Edwards precisou ser retirado da luta contra Tyron Woodley em razão do coronavírus (Foto reprodução)

publicidade

Por conta da pandemia do novo coronavírus, diversos países estão seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e vetando eventos com grande aglomeração de pessoas. A proibição atingiu diretamente o Reino Unido e, consequentemente, a edição que o UFC faria em Londres no próximo sábado (21), que precisou ser cancelada. A organização, desta forma, busca realizar o evento nos Estados Unidos, mas ao mesmo tempo, precisa lidar com um problema: a mudança em sua luta principal, que seria entre Leon Edwards e Tyron Woodley.

Embalado por uma ótima série de oito vitórias consecutivas, Edwards utilizou suas redes sociais no último domingo (15) para anunciar que sua luta contra Woodley havia sido cancelada, pelo fato do Reino Unido ter sido incluído na lista de países que estão proibidos de viajar para os Estados Unidos após decisão do presidente Donald Trump. O lutador inglês lamentou o ocorrido, mas reforçou a importância de estar ao lado de seus familiares nesse momento difícil, onde uma pandemia assola o mundo por inteiro.

“Na noite passada, eu fui dormir ainda com alguma esperança de que o UFC Londres continuaria semana que vem. Eu acordei nessa manhã (domingo) com a notícia de que não vai. Nós estávamos trabalhando com o UFC em possíveis soluções para manter a luta viva, mas infelizmente com uma janela de tempo tão curta, nada foi viável. Eu e meu time somos todos pais, maridos, filhos, irmãos, e nem todos nós podemos deixar nossas famílias no momento. […] Eu tenho sonhado em liderar um show do UFC no meu país natal desde que eu comecei nesse esporte. Esse cancelamento é verdadeiramente de quebrar o coração. Eu nunca trabalhei tão duro e estive mais preparado do que estou para o maior momento de minha carreira, mas eu sei que o mundo inteiro está sofrendo agora e isso é maior do que eu, isso é maior do que esportes. Tudo que posso fazer é torcer para que todos vocês se mantenham seguros e cuidando um do outro, enquanto nós passamos por isso e seguimos em frente. […] Estou ansioso para que esse evento seja remarcado quando for seguro, para que Tyron e eu possamos dar o show que todos vocês merecem”, disse Edwards.

Com as mudanças, o Ultimate precisa agir de forma rápida se a intenção é manter a edição agendada para o próximo sábado. Isso porque, além da luta principal entre Edwars e Woodley ter sido cancelada, outros duelos previamente marcados para o evento também foram adiados. A companhia ainda não se pronunciou oficialmente a respeito das atitudes que serão tomadas em relação ao show em Londres.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Last night I went to sleep still with some hope that UFC London would continue next week. I woke up this morning to the news that it won’t be. We have been working with the UFC on possible solutions to keep the fight alive, but unfortunately with such a short window of time, nothing was viable. Myself and my team are all fathers, husbands, sons and brothers, and not all of us can leave our families right now. I wish we could have found a way for the fans, I truly do. I have been dreaming of headlining a UFC show in my home country since I started this sport. This cancellation is truly heartbreaking. I have never worked harder and never been more prepared for the biggest moment in my career. But I know that the whole world is hurting right now and this is bigger than me, this is bigger than sports. All I can hope for is that all of you stay safe and look after each other as we get past this and move forward. I am humbled by the thousands of messages of support I have received in the hours since the announcement, I truly appreciate you all and feel a lot of love right now. I look forward to this event being rebooked when it is safe to do so, so Tyron and I can put on the show that you all deserve. Please take care, we will all get through is. Rocky

Uma publicação compartilhada por Leon “Rocky” Edwards (@leon_edwardsmma) em

Covington e Durinho se oferecem para substituir Edwards

Diante da saída de Leon Edwards da luta contra Tyron Woodley e da busca feita pelo UFC para encontrar um novo adversário para o ex-campeão meio-médio, alguns lutadores da divisão se ofereceram para substituir o inglês. O Ultimate vem trabalhando para trazer o evento para os Estados Unidos e, ciente disso, o falastrão Colby Covington foi o primeiro a se colocar à disposição da franquia para enfrentar Woodley.

“A palavra na rua é de que Leon Edwards está fora. O UFC e a América precisam de um herói. Quem quer que o ‘America’s Champ’ vista a capa e derrote o Tyron Woodley ao vivo na ESPN na próxima semana, para seu entretenimento e meu próprio prazer, pessoal?”, escreveu Colby em suas redes sociais no domingo.

Vitorioso no UFC Brasília, realizado no último sábado (14), ao nocautear Demian Maia ainda no primeiro round, Gilbert Durinho também não perdeu tempo e garantiu estar em condições de encarar Woodley.

“A luta está sendo oferecida. E como sempre, eu digo que sim! No meu caminho para Miami (EUA)! Mal posso esperar para pousar em terra amanhã e ter um contrato do UFC no meu e-mail. Esperando Tyron Woodley dizer sim”, disse o brasileiro, que vem de uma série de cinco triunfos seguidos no Ultimate.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade