UFC, Bellator, ONE e mais: companhias cancelam ou adaptam eventos e aguardam definição sobre o coronavírus; confira

Publicado em 23/03/2020 por: Diogo Santarém
UFC, Bellator, ONE e mais: companhias cancelam ou adaptam eventos e aguardam definição sobre o coronavírus; confira Ultimate confirmou oficialmente o cancelamento de mais duas edições (Foto reprodução UFC)

publicidade

A grande tensão vivida em diversos países do mundo por conta do novo coronavírus – classificado como pandemia pela OMS (Organização Mundial de Saúde) – vem trazendo consequências e reflexos em diversos esportes, e no MMA não é diferente. Última grande organização a resistir, o Ultimate anunciou recentemente o cancelamento dos seus três próximos cards, e a lista já tem eventos suspensos do Bellator, ONE Championship, BRAVE CF e muito mais…

O primeiro “susto” veio no último dia 14 de março, data do UFC Brasília – quase adiado de última hora. Isso porque, dois dias antes, o governo do DF emitiu um decreto onde limitou-se a realização de eventos para um grupo de, no máximo, 100 pessoas. Com isso, o “media day” dos lutadores com a imprensa, na quinta-feira (12), foi cancelado, assim como a pesagem cerimonial, na sexta-feira (13). A edição em si até aconteceu, mas com portões fechados, em um fato inédito na história do Ultimate (veja como foi).

LEIA A REVISTA COMPLETA, AQUI

Comparado a outros eventos de MMA, o UFC até demorou a tomar uma atitude mais contundente como forma de combate à propagação do coronavírus, mas enfim medidas foram anunciadas. A organização liderada por Dana White confirmou que seus próximos três cards (que seriam realizados em 21 de março, Londres; 28 de março, Ohio; e 11 de abril, Oregon) foram “adiados por tempo indeterminado”.

Além de adiar as edições, o UFC fechou seus escritórios executivos em Las Vegas (EUA) e também em São Paulo. Com os adiamentos, consequentemente, foram canceladas as lutas dos brasileiros Geraldo de Freitas, Raoni Barcelos, Davi Ramos, Markos Maluko, Vicente Luque, Rodrigo Zé Colmeia, Alex Leko e Karol Rosa.

Apesar do momento de tensão, a companhia espera que seja possível realizar o UFC 249, marcado para o dia 18 de abril, que terá em sua luta principal a aguardada disputa de cinturão peso-leve entre o campeão Khabib Nurmagomedov e o desafiante Tony Ferguson, além dos brasileiros Ronaldo Jacaré e Bate-Estaca.

Outros eventos anunciam medidas

Assim como o UFC, outras organizações de MMA tiveram que anunciar medidas relacionadas ao combate do coronavírus. O Bellator, por exemplo, realizaria sua edição 241 no último dia 13 de março. A princípio, o evento em Uncasville (EUA) aconteceria sem a presença do público, no entanto, horas antes do início, o presidente da franquia, Scott Coker, utilizou suas redes sociais para confirmar o cancelamento do show – que teria a disputa de cinturão peso-pena entre o campeão Patrício Pitbull e Pedro Carvalho como atração principal. O Bellator 242, agendado para o dia 9 de maio, na Califórnia (EUA), ainda está mantido.

Scott Coker e Patrício Pitbull: Bellator 241 teria o brasileiro em ação (Foto Bellator)

Organização em constante crescimento na Ásia, o ONE Championship realizará todas as suas próximas edições de portas fechadas, sem espectadores. Os eventos começarão em Cingapura, com uma programação inicial de 17 de abril, 24 de abril, 1º de maio e 8 de maio. Os cards e seus respectivos duelos serão anunciados em breve. O anúncio foi feito por Chatri Sityodtong, CEO da franquia asiática. A última edição do ONE, no dia 28 de fevereiro, já havia sido realizada sem a presença do público.

Com grande sucesso na Europa, o KSW precisou adiar sua 53ª edição, que seria realizada no dia 21 de março, em Lodz, na Polônia. De início, houve discussão sobre a realização do evento com portas fechadas para não facilitar a disseminação do coronavírus, mas logo depois, foi determinado que o evento não iria adiante. O show teria o duelo entre o campeão meio-médio Roberto Soldic diante de Marius Zaromskis.

O BRAVE Combat Federation foi mais uma franquia a anunciar – por meio de uma nota oficial – o adiamento dos seus próximos três eventos em razão do coronavírus. A edição mais emblemática seria a de número 35, programada para Balneário Camboriú (SC), dia 28 de março, com a disputa de cinturão peso-leve entre o campeão Cleiton Predador e Luan “Miau” Santiago no duelo principal.

O ACA MMA, evento russo, também divulgou que seus próximos três eventos foram adiados para datas futuras. O ACA 106, em São Petersburgo, que aconteceria no dia 27 de março, foi remarcado para 27 de agosto; o ACA 107, que seria em Moscou, no dia 3 de abril, agora ocorrerá em 24 de julho; enquanto o ACA 108, em Varsóvia, que estava agendado para o dia 24 de abril, ainda terá sua nova data anunciada.

Organizações brasileiras confirmam mudanças

No Brasil, os casos de coronavírus seguem aumentando diariamente e, com isso, algumas organizações já se pronunciaram a respeito dos seus respectivos eventos. O SFT, por exemplo, realizaria sua 22ª edição no dia 28 de março, no Rio de Janeiro, mas com a pandemia do Covid-19, remarcou o card para o dia 25 de julho.

O Thunder Fight cancelou sua 23ª edição, que iria acontecer dia 21 de março, em São Bernardo do Campo (SP). Com isso, também foi cancelada a etapa do Circuito Paulista de MMA Amador, no mesmo dia e local.

Eventos de destaque no MMA nacional, Jungle Fight e Shooto Brasil demoraram um pouco mais, mas também adiaram suas próximas edições. Presidente do Jungle, Wallid Ismail emitiu o seguinte comunicado: “É uma questão de responsabilidade social. Inicialmente estávamos planejando fazer o evento sem público e realizar exames em todos os envolvidos com o evento. Mas como estava vindo muita gente de fora do estado, não teria como fazer os exames e ter um resultado antes da realização do evento, já que demora cerca de 48h para ter o laudo. Então, com o objetivo de conter esse avanço do coronavírus, decidimos adiar a edição 103. A princípio será remarcada para o último final de semana de abril ou maio, dependendo do desenrolar da crise. Desejo saúde e muita força a todas as pessoas para enfrentarmos esse momento muito difícil. Temos certeza que, com cada um fazendo a sua parte, vamos vencer essa guerra”, projetou.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade