Coluna da Arte Suave: quando a quarentena acabar, vamos retornar e ‘resgatar’ amigos que pararam de treinar

Publicado em 14/04/2020 por: Mateus Machado
Coluna da Arte Suave: quando a quarentena acabar, vamos retornar e ‘resgatar’ amigos que pararam de treinar Em seu artigo, o professor Luiz Dias fala sobre o retorno aos tatames após o fim da quarentena (Foto: Reprodução)

publicidade

* Aproveitando o momento atual, que é a quarentena, acredito sempre que temos de tirar algo de positivo. Não tem um mal que não traga um bem. Creio que a grande maioria está sem poder treinar e todos nós estamos fissurados em voltar para os tatames, pegar o quimono, ir para a academia, caminhar e no percurso ir pensando na hora do treino. Então, ampliando a expectativa do retorno, por que não começamos a fazer uma campanha motivacional com amigos que estão parados para que voltem aos treinos de Jiu-Jitsu?

Independentemente da faixa, idade e sem expectativas de competir ou chegar na faixa preta, por que não ser uma volta maciça, de um grande número de lutadores? Creio ser o momento que a impossibilidade quase total de todos os lutadores pode ser a chance e o estímulo para aqueles que desejam voltar aproveitem o embalo e retornem. Afinal, todos, de certa maneira, estarão voltando, treinando mais leve no início, soltando a musculatura e recuperando o aeróbico da hora da luta. Será bom para todos, num aumento de parceiros de treino, como também para as academias recuperarem mais rapidamente esse tempo que estiveram fechadas. 

Para os lutadores que estão treinando, a volta será para “comer tatame” direto, e aquele que parou por qualquer motivo, e não interessando o tempo que parou, pode pegar uma carona nessa volta, tirar o quimono do armário e voltar aos treinos. Todos nós temos amigos que pararam, e certamente desejam voltar. Bate aquela saudade dos treinos e de tudo que o Jiu-Jitsu traz consigo. Foco, disciplina, vontade de evoluir, entrar em forma, ganho de musculatura e resistência. Hoje, aqui pensando, me veio essa ideia. 

Vamos aproveitar esse isolamento social e fazermos uma onda de “retorno aos tatames”. Esse movimento faz que amizades sejam reatadas. Muitas vezes um amigo quando para de treinar, por vezes, se afasta, mas sempre é citado nas conversas quando são lembrados acontecimentos mais antigos da academia. Por vezes um telefonema, uma mensagem no WhatsApp ou até pessoalmente. Eu sempre tento resgatar amigos que pararam de treinar quando eu encontro algum. Falo para eles que não tem que ficar pensando que vão “tomar carro” de amigos que amassavam antigamente ou por ser graduado e por estar muito tempo parado, vai tomar uma blitz de um lutador menos graduado. 

Acredito que só de voltar a lutar, esse lutador que retorna já é um vencedor. A cada ida à academia é uma vitória. Nesses dias atuais, independentemente do coronavírus, mas com o estresse do trabalho, da vida na cidade, você se manter em forma, cuidando do seu corpo, é fundamental na qualidade de vida que você terá. Vamos cada um de nós trazer de volta um amigo para aos treinos!  

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Oss!

* Por Luiz Dias

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade