Após a faixa-preta Cláudia do Val revelar ao programa “Unleashed – The Game Changers” que sofreu assédio sexual do ex-treinador Ricardo De La Riva em 2015, foi a vez do faixa-coral se manifestar. Em uma publicação no Instagram, no começo da noite deste domingo (5), o mestre de arte suave se defendeu das acusações da atleta.

De La Riva afirmou que em 40 anos de Jiu-Jitsu sempre teve uma “conduta ilibada”. Ao escrever sobre Do Val, o faixa-coral disse ter sido uma “declaração irresponsável” que pode prejudicá-lo de forma “irreversível”.

“Nesses últimos 5 anos, a Cláudia atingiu o seu ápice profissional, ganhando diversos campeonatos, realizando seminários, ganhando grande notoriedade no mundo do Jiu- Jitsu, o que, sem dúvida, foi fruto do trabalho em equipe e profissional da família De La Riva, que nunca lhe deixou de prestar o devido suporte. Em tempos de mídia social, como vocês bem sabem, qualquer declaração irresponsável pode tomar grande proporção, tendo o poder de prejudicar de forma irreversível a reputação de pessoas, sem a observação ao direito de defesa e ao contraditório”, escreveu Ricardo em um dos trechos da postagem (veja abaixo).

O faixa-coral ainda garantiu que já acionou seus advogados após as declarações: “Sempre fui uma pessoa reservada e voltada à minha família. Por isso, em respeito sobretudo à minha esposa, que está me apoiando nessa situação, já entrei em contato com meus advogados para que sejam tomadas as medidas legais para o resguardo da minha imagem e reputação, esclarecendo-se de vez essa infundada acusação”, apontou.

A TATAME entrou em contato com Cláudia do Val e Ricardo De La Riva, mas ambos ainda não responderam.

Confira a postagem de De La Riva na íntegra:

https://www.instagram.com/p/B-neG1ygsUd/