Do bullying na infância aos treinos com Faber nos EUA: atleta do SFT, Guilherme Faria conta sua história; assista

Publicado em 01/04/2020 por: Mateus Machado
Do bullying na infância aos treinos com Faber nos EUA: atleta do SFT, Guilherme Faria conta sua história; assista Atleta do SFT, Guilherme Faria contou sua trajetória no MMA (Foto reprodução YouTube)

publicidade

Atleta da categoria peso pena do SFT, Guilherme Faria possui uma longa trajetória nas artes marciais. Desde o início no Caratê, o paulista também passou pelo Muay Thai, que se tornou sua principal arma nos duelos. Aos 17 anos, resolveu embarcar no mundo do MMA e passou a se especializar em outras artes, sempre buscando evolução, tendo, inclusive, passado um período nos Estados Unidos, onde treinou na renomada equipe Team Alpha Male, que é comandada por Urijah Faber – grande nome da história das artes marciais mistas e do UFC.

“Comecei a treinar Caratê, foi minha primeira modalidade, pratiquei por dois anos, mas a academia fechou, e aí que conheci uma outra academia, que tinha aulas de Muay Thai, onde eu senti o amor à primeira vista. Minha especialidade é o Muay Thai, meu carro-chefe é esse, tenho muitas vitórias por nocaute, inclusive fui bicampeão mundial de Muay Thai na Tailândia. Mas, hoje, sou um lutador completo de MMA. Me mudei para os Estados Unidos, morei por dois anos lá, onde treinei na Team Alpha Male com o Urijah Faber, Cody Garbrandt, com vários atletas sensacionais do Wrestling e de Jiu-Jitsu, aprendi muito, e hoje me sinto um atleta completo, tanto para lutar no chão quanto em pé”, contou o casca-grossa brasileiro.

Hoje aos 28 anos, Guilherme integra o plantel do SFT, onde contabiliza uma vitória e uma derrota. Dono de uma academia em Limeira, São Paulo, o lutador elogiou a estrutura oferecida pela organização presidida por David Hudson, revelando que as condições se comparam até mesmo às organizações internacionais.

“O SFT, pra mim, é um evento que trata bem os atletas, tem uma estrutura fantástica, que se vê pouco por aí, até mesmo em eventos internacionais. Eu falo isso em relação a tudo, staff, iluminação, cage, é algo sensacional. Já lutei em outros eventos grandes, tanto no Brasil quanto nos EUA, mas o SFT está superando todos em produção e outros quesitos”, citou Guilherme, dono de um cartel com 16 vitórias e oito derrotas.

Confira a entrevista completa com Guilherme Faria: 

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade