Complexo do Ibirapuera é cedido para hospital de campanha e UFC 250 não será mais em São Paulo; saiba os detalhes

Publicado em 08/04/2020 por: Mateus Machado
Complexo do Ibirapuera é cedido para hospital de campanha e UFC 250 não será mais em São Paulo; saiba os detalhes UFC São Paulo não será mais realizado no Ginásio do Ibirapuera (Foto divulgação UFC)

publicidade

O atual momento de pandemia em razão do novo coronavírus (Covid-19) e a crescente no número de casos no Brasil afetaram diretamente a realização do UFC 250, marcado para o dia 9 de maio. Antes escalado para São Paulo, o evento não será mais sediado na cidade. Esta seria a primeira vez que a cidade de São Paulo, mais precisamente o Ginásio do Ibirapuera, receberia um “evento numerado” do Ultimate. Antes, apenas cards “Fight Night” – edições de menor apelo, sem disputas de título – haviam sido realizados em São Paulo.

Na última terça-feira (7), o governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou a construção de um hospital de campanha no Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães – onde está localizado o Ginásio do Ibirapuera – para atendimento de casos da Covid-19, em parceria com a Secretaria da Saúde do estado. O hospital deverá ficar pronto até o dia 1º de maio, inviabilizando a realização do UFC 250 no local.

“Nós teremos na capital de São Paulo três hospitais de campanha. A prefeitura, com apoio do Governo do Estado, inaugurou ontem (segunda-feira) o hospital de campanha do estádio do Pacaembu, com 200 leitos. No dia 15, abrirá o hospital de campanha do Parque Anhembi, com 1,8 mil leitos. E no dia 1º de maio, o hospital de campanha que abriremos no Complexo do Ibirapuera, com 240 leitos. No total, estamos acrescentando aqui na capital 2.240 leitos de baixa complexidade, fundamentais para liberarem as unidades de saúde para o atendimento da alta complexidade”, disse João Doria, em anúncio feito na última terça-feira.

Com a notícia de que o UFC 250 não poderá mais ser realizado na cidade de São Paulo, a tendência é que a edição seja transferida para os Estados Unidos. Na última segunda-feira (6), o presidente da organização, Dana White, declarou em entrevista ao site “TMZ” que havia reservado um local no país para organizar eventos do Ultimate pelos próximos dois meses, ou seja, no período do card, marcado para 9 de maio.

A mudança da edição para os EUA, no entanto, pode causar alterações no card, já que a maioria dos lutadores escalados para o evento moram no Brasil e podem não estar aptos para tirar o visto americano nesse momento. Pelo menos até agora, o card conta com duas disputas de cinturão. Na luta principal, o campeão peso-galo Henry Cejudo defenderá seu título contra o ex-campeão dos penas José Aldo, enquanto no co-main event, Amanda Nunes vai colocar seu cinturão peso-galo em jogo diante de Felicia Spencer. Coincidentemente, nas últimas semanas, as duas lutadoras afirmaram pelas redes sociais que estariam de acordo caso o UFC 250 fosse realizado na Flórida. Vale ressaltar que ambas já moram nos Estados Unidos.

CARD PROVISÓRIO: 

UFC 250
Local a ser anunciado
Sábado, 9 de maio de 2020

Peso-galo: Henry Cejudo x José Aldo
Peso-pena: Amanda Nunes x Felícia Spencer
Peso-pesado: Alexey Oleynik x Fabrício Werdum
Peso-galo: Ketlen Vieira x Marion Reneau
Peso-pesado: Augusto Sakai x Blagoy Ivanov
Peso-galo: Bethe Correia x Pannie Kianzad
Peso-meio-pesado: Maurício Shogun x Rogério Minotouro
Peso-pesado: Carlos Boi x Sergey Spivak

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade