Lutador do Bellator é morto a tiros perto da sua casa, nos EUA; família cria página de financiamento coletivo para o funeral

Publicado em 10/04/2020 por: Diogo Santarém
Lutador do Bellator é morto a tiros perto da sua casa, nos EUA; família cria página de financiamento coletivo para o funeral Isaiah Chapman morreu aos 30 anos vítima de tiros nos Estados Unidos (Foto Bellator MMA)

publicidade

Depois do caso envolvendo o brasileiro Glyan Alves, mais um lutador foi morto a tiros. Na última quinta-feira (9), através das suas redes sociais, o Bellator confirmou o falecimento do peso-galo Isaiah Chapman, de 30 anos, após o lutador americano ser alvejado várias vezes próximo de sua casa, na cidade de Akron, em Ohio (EUA).

A morte de Chapman aconteceu na terça-feira, quando a polícia de Akron respondeu a um chamado e encontrou o atleta na rua, com marcas de tiro. Isaiah ainda foi levado as pressas para o hospital, mas não resistiu. Suspeito do crime, Christopher Blour, 29, está preso desde quarta-feira na cadeia de Summit County, segundo divulgou o jornal “Akron Beacon Journal”. No Twitter, o Bellator fez uma homenagem lamentando o ocorrido e compartilhou o link de uma página de financiamento coletivo criada pela família de Chapman para arrecadar fundos para o funeral. O lutador de MMA deixou duas filhas e um filho.

“O Bellator está entristecido pelas notícias da morte de Isaiah Chapman. Nossas mais sinceras e profundas condolências estão com sua família e amigos nesse momento difícil”, escreveu a organização.

Atleta do peso galo, Isaiah começou sua carreira como lutador profissional de MMA em 2012 e realizou apenas uma luta pelo Bellator, em outubro de 2019. Ele tinha nove vitórias e quatro derrotas no cartel.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade