Presidente da FKBERJ fala sobre o impacto causado pelo Covid-19 e lança campanha para ajudar professores e atletas

Publicado em 02/04/2020 por: Mateus Machado
Presidente da FKBERJ fala sobre o impacto causado pelo Covid-19 e lança campanha para ajudar professores e atletas Campanha lançada pela FKBERJ visa ajudar professores e atletas durante a pandemia (Foto divulgação)

publicidade

O Brasil é um dos países que mais vem sofrendo o impacto do novo coronavírus (Covid-19) e, como forma de evitar uma disseminação ainda maior do vírus, as autoridades locais decretaram medidas urgentes, sendo uma delas a proibição de eventos que contem com aglomeração de pessoas. Diversos setores foram impactados com essa decisão, incluindo a FKBERJ (Federação de Kickboxing do Estado do Rio de Janeiro), que precisou cancelar eventos de extrema importância em seu calendário.

Primeiramente, foi cancelado o “Oscar do Kickboxing” no clube Tamoio, em São Gonçalo (RJ), que aconteceria no dia 14 de março. Na sequência, a sexta edição da Taça Guanabara, que seria realizada nos dias 21 e 22 de março, também foi adiada. A intenção era de realizar a edição em abril, no entanto, no início desta semana, Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, prorrogou por mais 15 dias a suspensão de aulas escolares e também eventos esportivos, shows, feiras científicas, em local aberto ou fechado.

Desta forma, os eventos foram realocados para o mês de maio, mas a realização dos mesmos ainda segue sem definição, tendo em vista que uma nova prorrogação do decreto pode ocorrer. Com a preocupação do atual estado de pandemia afetar também a realização do Campeonato Brasileiro de Kickboxing, que está agendado entre os dias 11 e 14 de junho, na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, o presidente da federação, Capitulino Gomes, falou sobre toda a situação de momento causada pelo coronavírus.

“O impacto foi grande, porque a gente tomou conhecimento justamente no dia da cerimônia dos melhores do ano. A gente teve que adiar a cerimônia e a Taça Guanabara. O decreto do governador, inicialmente, foi de 15 dias e, com isso, jogamos o evento para abril. Agora, novamente, o decreto foi prorrogado por mais 15 dias e isso inviabilizou a realização desses eventos no mês de abril, jogando eles para maio. Isso impediu a realização da segunda etapa da seletiva para o Brasileiro, tive que optar, então optei pela Taça Guanabara, cancelando a Taça José Antônio Ferreira Machado de Kickboxing, a gente não vai realizá-la este ano. Isso vem mexendo com o calendário e desejo que a gente não tenha que adiar o Campeonato Brasileiro”, avaliou.

Além da situação de indefinição em relação ao futuro dos eventos e suas respectivas realizações, evidentemente, também existe a preocupação com os professores e atletas que dependem exclusivamente de aulas, treinos e competições para, assim, garantirem recursos. Desta forma, a FKBERJ, liderada por Capitulino, está lançando uma campanha para ajudar os profissionais que estão passando por dificuldades.

“A gente também está muito preocupado com os professores que dão aulas em academias, em projetos sociais, professores que vivem disso e, pela força do decreto, não estão podendo trabalhar. Todo mundo foi pego de surpresa com essa situação do coronavírus, ninguém estava preparado para ficar em casa, em quarentena. A gente criou uma ação social, fazendo uma corrente do bem, pedindo para aqueles que tenham uma mínima condição possam ajudar, para que possamos ajudar aos que foram afetados diretamente. Nós, da Federação, queremos nesse primeiro momento ajudar os professores, assim como os atletas que tiverem dificuldades. É um trabalho que terá envolvimento das associações, dos professores, dos atletas, de todos que podem ajudar os que estiverem com maior dificuldade”, concluiu o presidente.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Diante da realidade do Covid-19, que provocou os decretos de quarentena por parte do governo, impedindo a realização dos treinos de kickboxing nas Academias e CTs, e diante do pedido do Ministério da Saúde para que sejam evitadas aglomerações para que, dessa forma, possamos combater a transmissão acelerada do vírus, muitos professores da federação começaram a ficar em uma situação complicada, por não conseguirem trabalhar. Assim como muitos atletas que fazem parte de projetos sociais. Por essa razão, estamos convidando a todos para participar dessa Corrente do Bem da FKBERJ, criada pelo Presidente Capitulino Gomes, para nos ajudarmos nesse momento difícil. Os professores e atletas que desejarem colaborar com doações de alimentos não perecíveis, material de higiene pessoal e de limpeza, pedimos que se mobilizem o quanto antes, pois, apesar da aprovação da ajuda de R$ 600,00 do governo, ainda precisamos aguardar a data de início dos cadastros e a liberação do benefício. Criem lideranças em suas associações e equipes, que farão a coleta desse material e distribuição para os mais próximos, tomando todas as medidas de segurança necessárias para tal: máscara, álcool 70 ou 90 graus, sem contato físico e distância de 1,5 metros, assim que chegar em casa colocar toda a roupa que usou na rua para lavar e lavando bem as mãos, com sabão/sabonete. Falem com seus professores e atletas no privado (para evitar constrangimentos desnecessários), para descobrir aqueles que estão precisando desse apoio. Somente aquele que vai fazer a entrega do material, necessita saber quem está sendo ajudado. O Presidente da FKBERJ, Capitulino Gomes, está à disposição para receber mensagens com pedidos de apoio no privado e para gerenciar a corrente, sendo a ponte entre o que vai fornecer a ajuda e o que vai ser ajudado. Além de ajudar pessoalmente. Vamos pedir a Deus que dê a todos forças para passar por esse momento, mas vamos fazer a nossa parte e ajudar os nossos. Juntos somos bem mais fortes! Oss

Uma publicação compartilhada por Federação de Kickboxing do RJ (@fkberjoficial) em

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade