A grande novidade da última quinta-feira (9) ficou por conta do cancelamento do UFC 249, que inicialmente estava agendado para acontecer no próximo dia 18 de abril. A edição, que seria em uma ilha e teve o seu card completo anunciado pela organização, não vai mais ocorrer após um pedido feito pela ESPN americana, emissora detentora dos direitos de transmissão dos eventos do UFC nos EUA, e também da Disney, proprietária dos canais ESPN.

Vale ressaltar também que, assim como o UFC 249, as próximas edições do Ultimate estão adiadas por tempo indeterminado. Diante de toda a repercussão do assunto, que gerou comentários de lutadores, fãs de MMA e mídia, a ESPN dos EUA, através de um comunicado oficial reproduzido pelo site MMA Fighting, se posicionou sobre o pedido de cancelamento do card do próximo dia 18 e dos eventos posteriores.

“A ESPN estava em constante contato com o UFC em relação à realização do UFC 249. Ninguém quer ver o esporte retornar mais do que nós, mas não achamos que esse era o momento certo por várias razões. A ESPN expressou suas preocupações ao UFC e eles entenderam”, diz um trecho da nota oficial divulgada.