Treinador de Weidman ironiza fala de Anderson sobre aposentadoria e dispara: ‘É uma prostituta’; saiba

Publicado em 22/04/2020 por: Mateus Machado
Treinador de Weidman ironiza fala de Anderson sobre aposentadoria e dispara: ‘É uma prostituta’; saiba Treinador de Weidman ironizou as declarações de Anderson Silva (Foto reprodução YouTube)

publicidade

Recentemente, em entrevista ao canal do UFC no YouTube, Anderson Silva surpreendeu ao afirmar que seu objetivo era se aposentar do MMA antes da primeira luta com Chris Weidman, que aconteceu em julho de 2013, no UFC 162. Na ocasião, em reunião com Dana White, presidente do UFC, e Lorenzo Fertitta, então proprietário majoritário da companhia, o “Spider” revelou que não mais queria lutar. Jorge Guimarães e Ed Soares, agentes do lutador, também foram surpreendidos com a decisão repentina do brasileiro.

Dana e Fertitta, então, presentearam Anderson com um Bentley Continental GT, com preço estimado à época de US$ 174 mil. O lutador chegou a questionar se aquilo era para “comprá-lo”, mas mudou de ideia e aceitou defender o cinturão dos médios contra Chris Weidman. Quase dez anos depois, a história ganhou um novo capítulo, com Ray Longo, treinador de longa data de Weidman, respondendo o brasileiro.

Responsável por afiar a trocação do “All American”, Ray, em entrevista ao podcast “MMA & Beyond”, ironizou as declarações de Anderson Silva e chegou a chamar o lutador de “prostituta”, baseado na revelação de que o “Spider” teria aceitado um carro luxuoso para, então, desistir da ideia de aposentadoria.

“Basicamente, ele (Anderson) está dizendo é que ele é uma p***, uma prostituta. E depois, para a revanche, eles deram a ele um vale-presente do McDonald’s. Eles (UFC) deixaram ele fazer umas comprinhas na Target pela revanche. Eles o compraram. ‘Ouça, eu sei que você não quer fazer isso, mas aqui está um vale-presente do Starbucks’. Eu nem entendo o que isso significa. Imagine essa situação, quando Dana e Lorenzo ofereceram o Bentley e ele aceitou, e depois Lorenzo vai para o Dana e fala: ‘Me***, nós poderíamos tê-lo por um Chevy. Poderíamos tê-lo pago com uma p*** de uma SUV, uma SUV da Honda. Por que cara*** nós fomos pagá-lo com um Bentley?’. O que diabos está acontecendo? (risos) Depois que ele perdeu a primeira luta, ele bateu com o Bentley em uma parede”, ironizou o treinador de Weidman.

O primeiro duelo entre Anderson Silva e Chris Weidman aconteceu em julho de 2013, pelo UFC 162, com vitória do americano por nocaute no segundo round, que se tornou campeão peso-médio na época. A revanche aconteceu meses depois, em dezembro, na luta principal do UFC 168, e o “All American” saiu novamente vencedor após o brasileiro sofrer uma grave lesão na perna e não poder continuar no combate.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade