O Mundial de 2010 da IBJJF (International Brazilian Jiu-Jitsu Federation) reuniu grandes nomes da arte suave, como de costume, principalmente na disputa do absoluto faixa-preta, tanto que nas quartas de final, a chave masculina já reservou o aguardado confronto entre Rômulo Barral e Bernardo Faria. Mas quem esperava um duelo mais “pegado” e estudado por parte dos lutadores, se enganou, com Barral surpreendendo ao aplicar uma finalização ainda desconhecida do seu jogo, o “triângulo sem braço”, que forçou os três tapinhas de Bernardo e o levou à semifinal.

Relembre como foi: