Coluna da Arte Suave: uma opinião sincera sobre finalizações ‘polêmicas’ dentro do Jiu-Jitsu; leia e deixe seu comentário

Publicado em 07/05/2020 por: Mateus Machado
Coluna da Arte Suave: uma opinião sincera sobre finalizações ‘polêmicas’ dentro do Jiu-Jitsu; leia e deixe seu comentário Em seu novo artigo, o professor Luiz Dias fala sobre as ‘polêmicas’ finalizações do Jiu-Jitsu (Foto Ilan Pellenberg)

publicidade

* Combate! Vamos à luta! Levou uma mão de vaca ou uma chave de pé e bateu, faz parte. Se você considera esses golpes nobres ou não, entramos em outro aspecto. Mas eles valem e estão nas regras do Jiu-Jitsu com ou sem quimono, o nosso No-Gi. Essas chaves são cada vez mais aplicadas em treinos e em lutas de campeonato. 

Por muito tempo, mão de vaca e chave de pé não eram finalizações vistas com bons olhos. Hoje, isso mudou. Mas o importante é como você encara isso. Aplicar ou não esses golpes creio ser uma opinião pessoal. Eu, treinando normalmente, não faço. A chave de pé às vezes eu faço, para o meu aluno perceber, e solto. Mas normalmente nem penso em dar um aperto, por conta da lesão complicada que pode acontecer. Mas vale, não é um golpe ilegal, está nas regras de golpes permitidos dentro do esporte.

Perder, mesmo em treino, nós nunca queremos. Mas por outro lado, não concordo quando um aluno perde e atribui como se quisesse desqualificar o golpe. Creio que devemos entender que faz parte da luta. Você pode não gostar dos golpes por questões conceituais suas, mas entenda, é uma decisão sua, não uma regra. É preciso saber aplicar e, claro, saber se defender deles, e estar ciente que eles fazem parte do arsenal de finalizações dos seus oponentes, principalmente quando treinamos sem quimono. 

Eu gosto muito de treinar sem quimono. Já tomei várias chaves de pé, mãos de vaca que chegavam a ficar doendo quando voltava dos treinos. É esse o caminho da evolução, do aprendizado. Se prepare. Acho que todos os lutadores devem saber aplicar e saber evitar essas finalizações. Agora, se você não aplica, tudo bem, é uma questão sua. Mas você tem de entender e aceitar, são utilizadas. Cada lutador se identifica e tem suas finalizações fortes. Se você quer evoluir, ganhar as lutas e ser um campeão, no mínimo, aprenda a evitar.  Saber “esconder” mãos e pés, até mesmo as chaves de joelho, que muitos fazem com grande rapidez e habilidade. Agora justificar sua derrota por levar uma finalização que não considera “legal”, não acho legal.

Já perdi várias lutas por mão de vaca e chave de pé, o problema foi meu, de não ter evitado ou ter defendido a tempo, principalmente em treinos de No-Gi. Como as pegadas são mais precisas por não existir pano, é claro que essas finalizações são as mais utilizadas. Cabe ao lutador se preparar. Nesses tempos de isolamento, é uma boa reflexão para nós lutadores. As finalizações existem, se são aceitas ou não por cada um, é uma opção pessoal. São lícitas pelas regras, como existem outras que não são. Então estude as regras, veja em sua categoria quais as chaves que são permitidas e quando voltarem aos treinos, desenvolve sua defesa. Creio ser mais prudente do que reclamar, desmerecendo seu oponente. Se o lutador quer ser completo, quer ser um campeão, tem de estar preparado para qualquer ataque, qualquer finalização.  

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Oss!

* Por Luiz Dias

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade