Colby Covington anuncia saída da ATT após inúmeras polêmicas e criação da própria equipe: ‘Eu sou meu time’; confira

Publicado em 28/05/2020 por: Yago Redua
Colby Covington anuncia saída da ATT após inúmeras polêmicas e criação da própria equipe: ‘Eu sou meu time’; confira Polêmico Colby Covington anunciou sua saída da American Top Team (Foto reprodução Instagram)

publicidade

Repleta de confusões, a relação do polêmico Colby Covington com a American Top Team (ATT) estava cada mais estremecida nos últimos tempos e, segundo o próprio lutador, a parceria de nove anos finalmente chegou ao fim. “Chaos” revelou à ESPN americana que não faz mais parte da equipe/academia situada na Flórida (EUA).

“Eu deixei a American Top Team. Tivemos uma grande trajetória enquanto durou. Era hora de seguir em frente. O sol se põe, o sol nasce. É um novo capítulo”, disse o peso-meio-médio do UFC, afirmando que vai criar a sua própria equipe: “Sou afiliado à Colby Covington Inc. a partir de agora. Eu sou meu próprio time”.

No último mês de março, o presidente da ATT, Dan Lambert, criou uma política de “tolerância zero” para trash talk na equipe, em busca de tornar o ambiente mais saudável. A relação entre Colby e outras estrelas, como Jorge Masvidal, Joanna Jedrzejczyk, Dustin Porier e a brasileira Amanda Nunes, estava abalada.

Apesar de deixar a ATT, Colby disse que “ama” Lambert e revelou uma conversa entre os dois antes de tomar sua decisão: “Por meses, ele veio até mim: ‘Cara, você está me colocando em uma situação difícil. Todo mundo quer você fora. Você está deixando a academia desconfortável’. E eu não queria fazer isso com ele, não queria tornar sua vida mais difícil do que já é”, comentou Colby, que seguiu falando a respeito:

“Eu senti que era o melhor pra mim seguir em frente, encontrar outros treinadores, encontrar outros parceiros de treinamento e fazer meus negócios como eu faço. O mais importante é que estamos na América”, concluiu o lutador de 32 anos, que não informou mais detalhes sobre a criação do seu time.

Dono de um cartel com 15 vitórias e duas derrotas, Covington é ex-campeão interino dos meio-médios e não luta desde dezembro de 2019, quando perdeu por nocaute técnico para Kamaru Usman em disputa que valia o cinturão da divisão. “Chaos” disse que está “implorando” ao UFC para retornar ao octógono.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade