De contrato assinado após cancelamentos, Karol Rosa projeta luta dura contra Julia Avila no UFC, mas ressalta: ‘Sou melhor’

Publicado em 27/05/2020 por: Diogo Santarém
De contrato assinado após cancelamentos, Karol Rosa projeta luta dura contra Julia Avila no UFC, mas ressalta: ‘Sou melhor’ Karol Rosa treina na equipe PRVT Girls com a ex-campeã Jéssica Bate-Estacas e outras feras do MMA feminino (Foto reprodução)

publicidade

* Após ver sua luta ser cancelada em duas oportunidades por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a brasileira Karol Rosa, ao que parece, finalmente conseguirá retornar ao octógono do UFC. Em entrevista à TATAME, a peso-galo confirmou que vai enfrentar Julia Avila no próximo dia 13 de junho, em local a ser anunciado, e falou sobre sua expectativa para o combate.

“Essa pandemia desmarcou minha luta duas vezes. A primeira ia ser no dia 11 de abril, depois passou para 2 de maio, e agora está remarcada para 13 de junho. Eu já assinei o contrato, está tudo certo, e espero que agora a luta aconteça (risos). Estou bastante ansiosa para lutar de novo. Agora sem a pressão da estreia, tenho certeza que vou me soltar mais no cage”, afirmou a representante da equipe PRVT Girls.

Em sua estreia no Ultimate, Karol derrotou a compatriota Lara Procópio por decisão dividida dos jurados, em agosto do ano passado. Ao todo são três triunfos seguidos, e ela espera que um novo resultado positivo, agora diante de Avila, possa representar sua entrada no ranking peso-galo feminino da franquia.

“Antes da pandemia, eu pretendia lutar três vezes em 2020, mas agora pode ser que eu faça duas (lutas). E quem sabe, ganhando as duas, acabo conseguindo entrar no ranking peso-galo”, disse a brasileira de 25 anos, que completou: “A Julia (Avila) é uma menina dura, tem a trocação boa e um chão afiado também, mas eu acredito que sou melhor. Essa luta vai ser boa. Nós duas temos o jogo um pouco parecido”.

Assim como Karol, a americana Julia Avila também vive bom momento, com três vitórias consecutivas. E para o confronto em questão, a aluna de Gilliard Paraná vem contando com o auxílio do professor e da sua namorada – e lutadora – Jéssica Delboni durante os treinamentos na PRVT Girls.

“Eu estou sempre treinando, nunca paro (risos), e como essa luta já estava marcada há alguns meses, eu sei o que fazer. Desde que o UFC marcou essa luta pela primeira vez, já estou treinando pra ela. Eu moro perto da academia (em Niterói, no Rio de Janeiro), então consigo treinar lá. Com todas as academias fechadas, treinam somente eu, o mestre Paraná, a Delboni, que é minha namorada, e um sobrinho do mestre. Como todos estão em quarentena, treinamos só nós quatro”, concluiu a lutadora, que para se manter financeiramente em meio à pandemia, vem contando com algumas aulas particulares de Muay Thai.

* Por Diogo Santarém

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade