Durinho tem atuação impecável e bate Woodley na luta principal do UFC on ESPN 9; Dern e Sakai vencem

Publicado em 31/05/2020 por: Yago Redua
Durinho tem atuação impecável e bate Woodley na luta principal do UFC on ESPN 9; Dern e Sakai vencem Durinho domina Woodley e pede para lutar pelo título dos meio-médios (Foto: Reprodução)

publicidade

Preparado para a luta mais importante da carreira, Gilbert Durinho teve uma atuação impecável neste sábado (30) diante do ex-campeão Tyron Woodley, no main event do UFC on ESPN 9, realizado no UFC Apex, em Las Vegas (EUA). O brasileiro dominou o adversário por cinco rounds e venceu por decisão unânime. Agora, o faixa-preta de Jiu-Jitsu se coloca, definitivamente, no topo dos meio-médios.

No co-main event, Augusto Sakai derrotou Blagoy Ivanoy em uma luta apertada e chegou a marca de quatro vitórias seguidas. Já Mackenzie Dern fez história ao finalizar Hannah Cifers com uma chave de joelho. No card preliminar, Klidson Abreu sofreu uma derrota por nocaute técnico para Jamahal Hill.

Durinho tem atuação impecável

Gilbert Durinho teve um excelente início de combate. Após uma combinação de golpes do faixa-preta de Jiu-Jitsu, Tyron Woodley sentiu e foi ao chão. O brasileiro trabalhou o ground and pound e até tentou uma posição para finalizar, mas o ex-campeão se levantou. O começo do segundo round teve um pouco mais de estudo, mas terminou quando Durinho aproveitou um ataque do norte-americano para derrubá-lo na double leg. O atleta de Niterói manteve a estratégia, aplicou bons golpes e controlou a luta.

Após dois rounds de amplo domínio do brasileiro, no terceiro assalto Woodley, apesar de ficar quase o tempo todo com as costas na grade, foi um pouco mais ativo. Durinho, por sua vez, seguiu conectando golpes. No quarto round, o duelo estava equilibrado até Gilbert iniciar uma blitz e “The Chosen One” sofrer um flashdown. Na sequência, o faixa-preta esteve perto de finalizar com um triângulo, mas o tempo acabou.

No quinto e último round, Durinho administrou mais o combate e não permitiu que Woodley crescesse na luta. Por decisão unânime, o brasileiro venceu de forma impecável o ex-campeão e chegou a sexta vitória seguida. Em entrevista, o lutador disse que respeita o companheiro de treino e campeão Kamaru Usman, mas quer ser o próximo desafiante ao cinturão. Já “The Chosen One” volta a ser derrotado no UFC.

View this post on Instagram

Guard. Changed. #UFCVegas

A post shared by ufc (@ufc) on

Sakai vence e engata quarta vitória

O round inicial foi marcado por muito estudo por parte dos lutadores. Augusto Sakai tomou mais a iniciativa e andou pra frente, mas Blagoy Ivanov controlou a distância e aplicou golpes contundentes. O segundo assalto começou no mesmo panorama, porém o brasileiro teve mais ação e até trabalhou o chinch. No fim do round, o búlgaro derrubou e colocou algumas cotoveladas.

No terceiro round, com os lutadores visivelmente cansados, a luta seguiu parelha. Um pouco mais inteiro, Sakai colocou golpes contundentes no europeu, que tentava responder, mas sem o mesmo ímpeto. Por decisão dividida dos jurados, o peso-pesado brasileiro ficou com a vitória e somou o quarto triunfo seguido no UFC. Já o búlgaro perde pela segunda vez consecutiva.

Mackenzie faz história com finalização

O começo da luta foi com as duas lutadoras se embolando no clinch e Hannah Cifers buscando a trocação. No entanto, rapidamente Mackenzie Dern levou o combate para chão. Ao cair por baixo, a multicampeã no Jiu-Jitsu pegou a perna da adversária e, com muita técnica, encaixou uma chave de joelho. Essa foi a primeira vez que uma mulher usou esta finalização dentro da organização.

Representante do Brasil e dos Estados Unidos, Mackenzie volta a vencer no peso-palha após derrota para Amanda Ribas em outubro de 2019. A lutadora pediu ao presidente do UFC, Dana White, para lutar em junho ou julho. Já Cifers conhece o segundo revés seguido na franquia.

Lutas animadas marcam card principal

Em uma das lutas mais animadas do card, Billy Quarantillo derrotou Spike Carlyle por decisão unânime. O duelo, em especial no primeiro round, foi insano durante os cinco minutos. O confronto foi peso-casado até 68kg. Essa é a segunda vitória do lutador na franquia, enquanto “The Alpha Ginger” registra o primeiro revés. O peso-leve Roosevelt Roberts tentou diversos tipos de finalização sobre Brok Weaver. No segundo round, mostrando superioridade, “Gogetta” encaixou um mata-leão para confirmar a segunda vitória seguida. Já “Chata Tuska”, que não bateu o peso da categoria, conhece a primeira derrota na organização.

Hill leva a melhor e nocauteia brasileiro

Jamahal Hill precisou de menos de dois minutos para superar Klidson Abreu. O norte-americano conseguiu inicialmente um knockdown após encaixar uma combinação de direto-cruzado. O meio-pesado se manteve no ataque, aplicou uma joelhada certeira na costela do brasileiro, que sentiu e foi ao chão. Em seguida, depois de mais alguns golpes no ground and pound, o árbitro Herb Dean interrompeu o confronto.

Oriundo do Contender Series, “Sweet Dreams” segue invicto na carreira e agora com duas vitórias no UFC. Já Klidson fica em situação ameaçada na organização ao conhecer a terceira derrota em quatro lutas.

View this post on Instagram

'Sweet Dreams' has arrived! 😳 #UFCVegas

A post shared by ufc (@ufc) on

Destaques do card preliminar

No fechamento do card preliminar, Katlyn Chookagian, após um primeiro round de amplo domínio, controlou a luta e venceu Antonina Shevchenko por decisão unânime. “Blonde Fighter” se recupera no peso-mosca depois de perder para a campeã Valentina Shevchenko, irmã de Antonina. Já a lutadora do Quirguistão conhece o segundo revés em três lutas no UFC. Daniel Rodriguez impôs o seu jogo e superou Gabriel Green após três rounds por decisão unânime. O peso-médio “D-Rod” soma agora a segunda vitória consecutiva no UFC. “Gifted”, por sua vez, estreia com derrota na franquia.

Após um primeiro round agitado, Tim Elliott sentiu o gás no segundo assalto e não conseguiu evitar o jogo de grappling do estreante Brandon Royval, que finalizou com um katagatame. Elliot registra o terceiro revés seguido e fica ameaçado no Ultimate. Em um combate intenso no peso-galo, Casey Kenney derrubou Louis Smolka com um cruzado. Na sequência, o lutador pegou o pescoço do oponente e finalizou com a guilhotina-copinho. Kenney volta a vencer na organização e “The Last Samurai” conhece o segundo revés em três lutas. Na abertura do card preliminar, pelo peso-pena, Chris Gutierrez utilizou, com muita categoria, os low kicks e venceu Vince Morales por nocaute técnico no fim do segundo round. “El Guapo” chegou a terceira vitória seguida, enquanto “Vandetta” registra o segundo revés consecutivo.

CONFIRA RESULTADOS: 

UFC on ESPN 9
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)  
Sábado, 30 de maio de 2020

Card principal 
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Gilbert Durinho
Augusto Sakai derrotou Blagoy Ivanov por decisão dividida dos jurados
Billy Quarantillo derrotou Spike Carlyle por decisão unânime dos jurados
Roosevelt Roberts finalizou Brok Weaver com um mata-leão no 2R
Mackenzie Dern finalizou Hannah Cifers com uma chave de joelho no 1R

Card preliminar
Katlyn Chookagian derrotou Antonina Shevchenko por decisão unânime
Daniel Rodriguez derrotou Gabriel Green por decisão unânime
Jamahal Hill derrotou Klidson Abreu por nocaute técnico no 1R
Brandon Royval finalizou Tim Elliott com um katagatame no 2R
Casey Kenney finalizou Louis Smolka com uma guilhotina no 1R
Chris Gutierrez derrotou Vince Morales por nocaute técnico no 2R

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade