Robson Gracie Jr. relata pandemia em Nova York e opina sobre: ‘Vai demorar um pouco até os alunos se sentirem confortáveis’; veja

Publicado em 28/05/2020 por: Yago Redua
Robson Gracie Jr. relata pandemia em Nova York e opina sobre: ‘Vai demorar um pouco até os alunos se sentirem confortáveis’; veja Robson Gracie Jr. mora e treina em Nova York na Renzo Gracie Academy (Foto reprodução)

publicidade

* Atual epicentro mundial do novo coronavírus, os Estados Unidos registram mais de 1 milhão de infectados. Em Nova York, estado mais atingido pela pandemia, a TATAME conversou com Robson Gracie Jr. O faixa-preta de Jiu-Jitsu e lutador do Bellator MMA comentou sobre a situação no estado e na Renzo Gracie Academy.

LEIA A TATAME #261 ONLINE, AQUI

“As coisas estão começando a reabrir agora. Os restaurantes você pode pedir para entregar ou até ir buscar. Em relação aos treinos, está bem complicado. Consigo ir na academia e faço sozinho alguns exercícios, mas treino mesmo nenhum. Por ser um esporte de muito contato, mesmo que o governo permita a reabertura das academias, creio que irá demorar um pouco até os alunos se sentirem confortáveis para voltar a treinar. Mas até o momento não tem nenhuma data estipulada para isso”, disse o faixa-preta brasileiro.

GM de Muay Thai compartilha sua visão

Também em Nova York, o Grão Mestre de Muay Thai, Evilázio Feitoza, é a favor da reabertura das academias, mas frisou que é preciso ter responsabilidade. Ela afirmou que é necessário respeitar o distanciamento com treinos individuais, sem contato físico, e mantendo a higienização dos equipamentos .

Sobre o enfrentamento da crise sanitária, Evilázio fez um paralelo com a situação dos Estados Unidos e do Brasil: “É muito diferente, pois aqui (nos Estados Unidos) o governo te dá mais condições e oportunidades para que a pessoa possa ficar em casa, de fato, e respeitar o isolamento social, o que é bem diferente do Brasil. Mas acredito que as academias podem se unir e traçar um plano para a retomada de suas atividades com total responsabilidade”, destacou o experiente professor da academia Fighter Sport.

* Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade