Fã de Mike Tyson, Belfort sugere ‘parceria’ com a lenda do Boxe em evento de Pro-Wrestling: ‘Aberto’

Publicado em 27/05/2020 por: Yago Redua
Fã de Mike Tyson, Belfort sugere ‘parceria’ com a lenda do Boxe em evento de Pro-Wrestling: ‘Aberto’ Vitor Belfort ao lado de Mike Tyson e Henry Cejudo (Foto reprodução Instagram)

publicidade

O nome do momento no mundo das artes marciais é do lendário Mike Tyson. Após anunciar que vai voltar a lutar Boxe aos 53 anos, as especulações e convites não param de chegar para “Iron Mike”. O último veio do brasileiro Vitor Belfort, que esteve com o norte-americano no último fim de semana, em Jacksonville (EUA), em um evento de Pro-Wrestling, o “Double or Nothing” da AEW (All Elite Wrestling), e se entusiasmou com a ideia.

Amigo de Tony Khan, o dono da AEW, Belfort sugeriu fazer uma dupla com Tyson para se apresentarem pela franquia. O ex-campeão mundial de Boxe chegou até a participar de um segmento do show: “Acho que a AEW deveria fazer com que Mike e eu lutássemos contra dois de seus campeões. Tony (Khan), dono da AEW, é um amigo meu. Essa é, pra mim, uma ótima ideia, e estou aberto a isso”, declarou Belfort.

Um dos mais importantes nomes do MMA mundial, Vitor nunca teve envolvimento com o Pro-Wrestling. Tyson, por sua vez, é Hall da Fama do WWE – maior evento de luta coreografada do mundo – desde 2012.

Ao ser questionado sobre o retorno de Tyson aos ringues, Befolrt mostrou admiração, segundo o site MMA Junkie: “É preciso muita coragem para voltar ao ringue, especialmente, nessa idade. Eu o admiro por sua bravura e desejo-lhe boa sorte. Ele precisa treinar de maneira inteligente, porque o que costumava trabalhar para ele antes, pode não funcionar agora. Esse é um novo terreno que ele está descobrindo e é uma jornada maravilhosa”, disse o brasileiro, que seguiu dando umas “dicas” para Tyson, que não luta desde 2005.

“Ele precisa fazer escolhas inteligentes e o oponente certo é a chave. Ele precisa de um oponente que traga valor ao mercado, e não apenas de um oponente contra quem tentará ganhar algum dinheiro”, concluiu.

Tyson ainda não tem nenhum rival definido para o seu retorno ao Boxe. É especulado uma trilogia com Evander Holyfield, além de possíveis superlutas com Shannon Briggs, Ken Shamrock, Tito Ortiz e até o brasileiro Wanderlei Silva para um duelo de Boxe sem luvas, com proposta superior a US$ 20 milhões.

Já Vitor Belfort, após deixar o UFC, assinou contrato com o ONE Championship no fim do ano passado. E apesar de conhecer o oponente para sua estreia na franquia asiática, o camaronês Alain Ngalani, o brasileiro, de 43 anos, ainda não sabe a data da luta, muito por conta da pandemia do novo coronavírus.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade