Depois de anunciar aposentadoria, Conor McGregor afirma que está desmotivado e faz críticas ao UFC

Publicado em 07/06/2020 por: Mateus Machado
Depois de anunciar aposentadoria, Conor McGregor afirma que está desmotivado e faz críticas ao UFC Dana White revelou que Conor McGregor não lutará pelo UFC em 2020 (Foto reprodução Instagram @thenotoriousmma)

publicidade

Na madrugada deste domingo (7), sem dar maiores detalhes, Conor McGregor utilizou suas redes sociais para revelar que estava se aposentando do mundo das lutas pela terceira vez, assim como já havia feito em 2016 e também em 2019. O anúncio pegou muitos fãs do ex-campeão peso-pena e peso-leve do UFC de surpresa, tendo em vista que, nos últimos dias, o irlandês, inclusive, havia aceitado um desafio feito por Anderson Silva para uma superluta com limite de peso até 80kg.

* Pela terceira vez, McGregor anuncia sua aposentadoria do MMA: ‘Tem sido uma grande jornada’

Horas depois de confirmar sua aposentadoria, McGregor falou com a ESPN americana e revelou os motivos que o fizeram tomar essa decisão, deixando claro que está “desmotivado”. Conor, vale ressaltar, não luta desde janeiro deste ano, quando nocauteou Donald Cerrone em apenas 40 segundos de combate, no main event do UFC 246.

* Visando retorno, Anderson faz proposta para McGregor: ‘Uma superluta em 80kg seria histórico’

“O jogo simplesmente não me excita, e é isso. Não está acontecendo nada. Estou analisando as opções de oponentes e não há realmente nada no momento. Não há nada que me empolgue. Estou um pouco entediado com o jogo. Estou aqui assistindo à luta. Eu assisti o último show (Woodley x Gilbert Durinho), assisti o show hoje à noite (UFC 250). Só não estou empolgado com o jogo. Não sei se é (porque não há) público. Não sei o que é”, explicou.

Apesar de deixar bem evidente sua insatisfação com a aparente falta de oponentes e atrativos para entrar no octógono, McGregor não poupou o UFC de críticas. O atleta afirmou que a organização tem sua parcela de responsabilidade pelo fato dele estar nessa situação, principalmente no que se refere ao futuro da categoria peso-leve, onde Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, atual campeão linear e interino, respectivamente, ainda não têm data para se enfrentar.

“Eles (UFC) deveriam ter mantido a bola rolando. Quero dizer, por que eles estão empurrando (Nurmagomedov x Gaethje) para setembro? Você sabe o que vai acontecer em setembro? Outra coisa vai acontecer em setembro e essa luta não vai acontecer. Estabeleci um plano e um método que era o movimento certo, os métodos certos a serem seguidos, e eles sempre querem se opor a isso e não fazer com que isso aconteça ou atrasam. O que quer que eu diga, eles querem ir contra isso para mostrar algum tipo de poder. Era eu e Justin pelo título interino e apenas manter a bola rolando”, disse “The Notorious”, afirmando em seguida que nem uma luta contra Anderson Silva o motivaria, por conta dos comentários feitos a respeito da idade do brasileiro, que está com 45 anos atualmente.

“Não há nada para mim. Estou tentando me animar. Estou tentando o meu melhor. E quando o Anderson apareceu, eu fiquei tipo: ‘Sim, é uma luta louca’. E então todo mundo disse que ele é velho. Eu fiquei como: ‘O quê? Lutar com um ex-campeão peso-médio e o verdadeiro GOAT aos meus olhos, não é uma luta recompensável?’. Eu iria lá e o colocaria fora, e então o que aconteceria? Eles diriam que ele é velho”, concluiu.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade