Evangelista relembra superação após ficar internado e perder 20kg: ‘Médicos disseram que eu não poderia mais lutar’

Publicado em 29/06/2020 por: Yago Redua
Evangelista relembra superação após ficar internado e perder 20kg: ‘Médicos disseram que eu não poderia mais lutar’ Ricardo Evangelista relembrou sua maior vitória, quando ainda era faixa-marrrom (Foto Vitor Freitas)

publicidade

* Destaque nas principais competições de Jiu-Jitsu e com importantes conquistas no currículo, Ricardo Evangelista, aos 34 anos, relembrou um momento especial da sua trajetória no esporte em entrevista à TATAME através de uma live no Instagram. Em 2006, quando ainda era faixa-marrom, o lutador superou um delicado problema de saúde onde sua principal luta era seguir vivo.

Evangelista contou que contraiu uma bactéria no pulmão e teve um grave quadro de vasculite pulmonar. Ele ficou dois meses internado, respirando com a ajuda de aparelhos e chegou a perder 20kg – de 94 para 74kg.

Os médicos, na ocasião, desacreditaram Ricardo Evangelista sobre seguir carreira como um atleta de alto rendimento. Olhando para o passado, o casca-grossa disse que apesar das conquistas e vitórias sobre nomes importantes da arte suave, esse retorno às competições foi um momento especial.

“Depois que eu fiquei doente e voltei a competir foi um momento muito bom. Os médicos diziam que eu não poderia mais competir em alto rendimento. Se eu fosse treinar Jiu-Jitsu, teria que ser por qualidade de vida. Falaram que eu não poderia ter mais atrito (na região do pulmão, por conta de uma cicatriz que tinha ficado), então, o retorno foi muito legal. O que os médicos falaram, me deixou um pouco pra baixo. Mas acabou que eu não ouvi os médicos. Dois meses depois, estava treinando. Senti que estava bem e entrei em uma competição. Falei para o Júlio Cesar (líder da GFTeam) que queria lutar, ele disse que eu não podia. Mas eu disse que queria, e fui lutar. Foi até um Estadual. Eu fiquei em terceiro, após quase oito meses sem lutar. Foi maravilhoso depois de ficar dois meses em cima de um leito de hospital”, relembrou Evangelista.

Fechamento em final

No bate-papo, o hoje faixa-preta ainda comentou sobre diversos assuntos, inclusive fechamento entre companheiros de equipe em finais de campeonatos. O assunto é sempre muito polêmico e existe quem defende o enfrentamento, enquanto os que acham que parceiros de treinos não precisam lutar.

“Se tem alguém da GFTeam que eu nunca treinei, nunca vi… Somos amigos, mas vamos lutar. Mas o cara que está contigo ali ajudando você, não sei, não. Acho que não vale muito a pena lutar, não”, respondeu Ricardo Evangelista sobre o fechamento ou não em finais.

Evangelista deu a sua opinião: “A garotada de hoje em dia está saindo na mão com os amigos. O Rodolfo (Vieira) sempre me ajudou. Vou tirar por ele e pelo Igor (Silva). O Rodolfo estava sempre ajustando para eu passar a guarda bem. O Igor sempre me ajudando na guarda fechada. E vice-versa. Sempre ajudei os dois com algo também. Vai chegar em uma final, eu sei o que os caras fazem, sei as dificuldades que os caras têm… Eu vou chegar e sair na mão com os caras? Não tem muito nexo”, concluiu o experiente faixa-preta.

Confira abaixo o vídeo da entrevista completa com Ricardo Evangelista:

* Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade