Kattar tem atuação segura e derrota Dan Ige na ‘ilha da luta’ do UFC; Taila Santos vence e Carcacinha é nocauteado

Publicado em 16/07/2020 por: Yago Redua
Kattar tem atuação segura e derrota Dan Ige na ‘ilha da luta’ do UFC; Taila Santos vence e Carcacinha é nocauteado Kattar levou a melhor sobre Ige na luta principal do UFC on ESPN 13 (Foto reprodução YouTube UFC)

publicidade

O segundo evento do UFC na “ilha da luta”, em Abu Dhabi (EAU), aconteceu na noite desta quarta-feira (15). Na luta principal, válida pela categoria dos penas, Calvin Kattar manteve a boa forma e derrotou Dan Ige por decisão unânime. Em entrevista, “The Boston Finisher” aproveitou para desafiar o campeão Alexander Volkanovski. O UFC on ESPN 13 foi agitado, em especial no card preliminar. Dos seis combates que abriram a edição, apenas um foi parar nas mãos dos jurados.

O Brasil saiu do evento com 50% de aproveitamento. No card principal, Taila Santos se recuperou da derrota na estreia e venceu a britânica Molly McCann na decisão dos árbitros. Já Ricardo Carcacinha até começou o embate melhor, mas foi nocauteado por Lerone Murphy ainda no primeiro assalto.

Kattar mostra maturidade e vence Ige

O round inicial foi marcado por um domínio de Calvin Kattar, que controlou mais as ações e trabalhou os golpes mais efetivos. Dan Ige, por sua vez, buscava responder nos contragolpes. No segundo assalto, “Dynamite” voltou com mais volume de jogo e trabalhou boas combinações de jab-direto.

No terceiro round, Ige seguiu controlando a distância, circulando no octógono e conectando os golpes. Como resposta ao crescimento do adversário, Kattar, logo no começo do quarto round, aplicou um chute alto que fez o oponente sentir. Confiante, “The Boston Finisher” passou a ser mais incisivo.

No último assalto, a luta seguiu equilibrada, mas com poucas ações contundentes de ambos os lutadores. No fim, por decisão unânime dos jurados, Kattar venceu, chegou a marca de duas vitórias seguidas e se consolidou na briga por um title shot dentro da divisão. Já Ige perde a série de seis vitórias consecutivas.

Taila domina e vence a primeira no UFC

O primeiro round foi marcado pelo equilíbrio entre as lutadoras. Molly McCann teve um início melhor, com mais movimentação e golpes certeiros – que abriram o supercílio esquerdo da brasileira. Já Taila Santos usou bastante os low kics e, na parte final, conquistou uma queda para trabalhar alguns golpes no chão. No segundo assalto, a catarinense seguiu melhor no duelo, impôs o seu jogo e dominou a britânica.

Na volta para o terceiro round, McCann seguiu as orientações do córner: colocava combinação de golpes e saia do raio de ação da brasileira. No entanto, Taila voltou usar o Wrestling para derrubar e trabalhar golpes na adversária. Revelada pelo Contender Series, a catarinense triunfou por decisão unânime e conheceu a primeira vitória no UFC. Já “Meatball” tem a sequência de três vitórias no peso-mosca interrompida.

Elliot e Rivera voltam a vencer

No co-main event, Tim Elliott bateu Ryan Benoit na decisão jurados após um animado combate. O peso-mosca se recupera na franquia depois de colecionar três derrotas seguidas, enquanto “Baby Face” fica ameaçado com apenas uma vitória nas últimas quatro apresentações. Em confronto truncado, o experiente Jimmie Rivera levou a melhor sobre Cody Stamann por decisão unânime no peso-pena. “El Terror”, que é natural dos galos, volta a vencer após duas derrotas. “Spartan”, outro nome da divisão até 61kg, mantém a oscilação na companhia. Em luta divertida no peso-meio-médio, Mounir Lazzez superou Abdul Razak Alhassan por unanimidade na abertura do card principal. O tunisiano, que aproveitou para desafiar Mike Perry, estreia com o pé direito no UFC, enquanto o ganês perde a sequência positiva de três vitórias.

Carcacinha sofre nocaute técnico

Ricardo Carcacinha iniciou o confronto indo para o ataque, tentando conectar high kicks, golpes plásticos e até chutes de letra, ao melhor estilo Anderson Silva. Na sequência, o brasileiro, conhecido por sua versatilidade, buscou a luta agarrada, mas o britânico Lerone Murphy soube defender a investida.

Entrando na parte final do primeiro assalto, Carcacinha tentou uma cotovelada giratória, que Murphy se esquivou, derrubou o brasileiro – no contra-ataque – e começou a trabalhar golpes no ground and pound até o árbitro Rich Mitchell encerrar o duelo no peso-pena. O inglês conhece a primeira vitória na organização, após estrear com empate. Já Ricardo Ramos tem a sequência de dois triunfos interrompida.

Destaques do card preliminar

No fechamento do card preliminar, Khamzat Chimaev finalizou John Phillips no segundo round com um estrangulamento. O sueco estreia com vitória no UFC e pediu para lutar contra o experiente Donald Cerrone. Já galês perdeu quatro das últimas cinco lutas e fica ameaçado de ser cortado da companhia.

Já na parte final do primeiro round, o meio-pesado Modestas Bukauskas defendeu uma tentativa de queda de Andreas Michailidis e aplicou cotoveladas – que geraram polêmica se foram ou não legais – até a sirene soar marcando o fim do assalto. O árbitro Daniel Movahedi perguntou sobre as condições do grego, que estava no chão visivelmente atordoado, e pediu para que ele fosse para o seu córner, mas o atleta não conseguiu e quase caiu. O árbitro, então, decidiu decretar o fim da luta. O lituano ficou com a vitória por nocaute técnico, em sua estreia no UFC. “The Spartan” inicia a caminhada na franquia com revés.

Após os dois lutadores tentarem finalizar através da guilhotina, Jared Gordon se impôs diante de Chris Fishgold e venceu por decisão unânime. O peso-pena se recupera após ter sido nocauteado pelo brasileiro Charles do Bronx em 2019. O inglês Fishgold, que não bateu o peso, fica ameaçado de demissão com três derrotas em quatro lutas. Na segunda luta do card preliminar, Liana Jojua levou a melhor sobre Diana Belbita e finalizou a oponente como uma chave de braço ainda no primeiro round. Essa é a primeira vitória da lutadora da Geórgia, que estreou com revés na franquia. Já a romena fica em situação delicada na organização com duas derrotas seguidas. Na abertura do card, Jack Shore dominou o confronto, teve calma para progredir o seu jogo e finalizou Aaron Phillips com um mata-leão no segundo assalto. O galês engata a segunda vitória consecutiva no peso-galo do UFC, enquanto o americano estreia com derrota na companhia.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC on ESPN 13
Ilha de Yas, em Abu Dhabi (EAU)
Quarta-feira, 15 de julho de 2020

Card principal
Calvin Kattar derrotou Dan Ige por decisão unânime dos jurados
Tim Elliott derrotou Ryan Benoit por decisão unânime dos jurados
Jimmie Rivera derrotou Cody Stamann por decisão unânime dos jurados
Taila Santos derrotou Molly McCann por decisão unânime dos jurados
Mounir Lazzez derrotou Abdul Razak Alhassan por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Khamzat Chimaev finalizou John Phillips com um estrangulamento no 2R
Lerone Murphy derrotou Ricardo Carcacinha por nocaute técnico no 1R
Modestas Bukauskas derrotou Andreas Michailidis por nocaute técnico no 1R
Jared Gordon derrotou Chris Fishgold por decisão unânime dos jurados
Liana Jojua finalizou Diana Belbita com uma chave de braço no 1R
Jack Shore finalizou Aaron Phillips com um mata-leão no 2R

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade